Vicinal Fazenda, em Cametá,  receberá obra de conservação e manutenção 

O recurso do Governo do Estado será destinado às obras por meio de convênio com o município 

23/06/2022 20h54

Cerca de 19 quilômetros da estrada vicinal da Fazenda, entre as vicinais da Vacaria e Juaba, em Cametá, na região do Baixo Tocantins, receberão obras de conservação e manutenção. A frente de serviço ocorrerá por meio de parceria entre Governo do Estado e Prefeitura de Cametá, que foi firmada nesta quinta-feira (23), durante  agenda do governador Helder Barbalho naquela região.

Helder Barbalho, que teve entre as ordens de serviço assinadas na região o início das obras do hospital regional de Cametá, também garantiu ainda repasse de recursos para aquisição de combustível para abastecer as máquinas e equipamentos que farão serviços de conservação e manutenção na estrada da Fazenda. "Vamos fazer além das estradas vicinais, quinze quilometros de asfalto para tirar o povo da lama no inverno e da poeira do verão, valorizando os imóveis, melhorando a auto estima da população.

Estamos fazendo vicinais, mas também estamos fazendo a estrada de Curuçambaba, que era um sonho antigo da população querida de Cametá, e já garanti para o Vitor ( prefeito de Cametá) que,  quando terminarmos Curuçambaba vamos avançar com asfalto em mais estradas importantes para interligar essa região do baixo Tocantins, para que o povo que vive aqui possa escoar sua produção de açaí e de pescado".

O prefeito Vitor Cassiano, de Cametá, muito emocionado, destacou que desconhece na história de Câmetá um governador que esteve tão presente no município, tanto na sede do município como no interior, trazendo obras e serviços para Cametá. "É um dia de muita alegria para todo Baixo Tocantins que tanto esperávamos, dou muita grato ao governador Helder por tudo, e por  ter asfaltando nossas PAs (rodovias estaduais) e garantindo recursos para garantir a trafegabilidade das nossas vicinais", disse o prefeito de Câmetá.

Para quem mora na localidade beneficiada a obra chega em boa hora. Hélio de Souza Rodrigues, funcionário publico, morador da vila de Juaba, enfatizou que essa obra é um sonho. "Não só meu, mas da colônia, da vila, das colônias que tem acesso pra cá, pra Cametá, para o centro da cidade. Segunda-feira mesmo eu tive um caso aqui nessa estrada, na ambulância com meu pai. Internei meu pai e fui à ambulância, a gente ficou na estrada e levou mais de três horas pra sair, com muito carro e quando chove fica intrafegável. E com o serviço nessa estrada, esse é o sonho de todo mundo, melhora pra todo mundo". Josias Cardoso Castro, técnico de telecomunicações, também  dificuldades para transitar pela vicinal Fazenda. "Aqui quando é inverno, a estrada fica bem difícil de passar. A dificuldade é que a gente atola muito, e tem muito prejuízo com veiculo porque danifica bastante, e com a obra vai melhorar bastante", frisou.

Por Kátia Aguiar (SETRAN)