Pediatria do Hospital Abelardo realiza a primeira ação de Pet Terapia

Alecrim, cachorro da Polícia Militar do Pará, provocou sorrisos e recebeu o carinho de crianças em tratamento de saúde

23/06/2022 13h20 - Atualizada em 23/06/2022 13h41

Crianças interagem com carinho com o amestrado cachorro Alecrim, do Batalhão de Ações com Cães da PMA clínica pediátrica e o Pronto-Socorro Infantil do Hospital Regional Dr. Abelardo Santos (HRAS), no distrito de Icoaraci, em Belém, tiveram uma visita especial, na manhã desta quinta-feira (23). Os setores receberam o ‘Cão Policial Alecrim’, integrante do Batalhão de Ações com Cães (BAC), da Polícia Militar do Pará. A iniciativa, desenvolvida pelo GTH (Grupo de Trabalho de Humanização), teve como intuito promover a interação entre o cachorro e as crianças, que estão em tratamento de saúde na unidade.

O Alecrim chegou no Hospital esbanjando simpatia, arrancado sorrisos, alegria e muito carinho entre os pequenos. “Nossa... ele é muito lindo. Uma graça de cachorro e, com certeza, trouxe uma felicidade para as crianças”, disse Karla Saldanha, mãe de Caio Gabriel, de 4 anos, internado há 8 dias.

O abraço forte e caloroso entre a paciente e Alecrim Karla ficou impressionada com a reação do filho, ao ver o pet. “Não temos cachorro em casa, mas ele adora. Se divertiu e abriu um sorriso largo  quando viu o Alecrim. A iniciativa do Abelardo Santos, foi, sem dúvida, uma forma de ajudar as crianças”, completou.

Emily Nicole Monteiro dos Anjos, de 10 anos, passou mal e procurou a emergência do HRAS. Na unidade, foi diagnosticada com diabetes. "Encontrei uma equipe que está cuidando muito bem da minha filha e essa ação melhorou o dia dela. Ela ama cachorro. Foi uma alegria para gente”, parabenizou a autônoma Socorro dos Santos Monteiro, de 42, mãe da paciente.

Ação - A analista de Humanização, Suellen Santos, explica que a visita do Alecrim, além de levar uma distração às crianças da unidade, também é uma forma de tratamento à saúde. “Hoje, a pet terapia já é usada no contexto hospitalar em outras unidades de saúde como forma de auxiliar na recuperação de pacientes de diversas patologias. A ação, que pode parecer um ato simples, mas desencadeia o bem-estar emocional, social, cognitivo e físico do enfermo”, observou.

A ação também teve como objetivo trabalhar as repercussões ocupacionais que ocorrem durante a hospitalização. “A intenção é promover um ambiente mais acolhedor, que diminua o estresse provocado pela longa internação. Através da Pet terapia, a criança aceita melhor nosso atendimento, possibilitando o estímulo das habilidades motoras, sensorial e cognitiva, além da interação social e promoção do lazer”, destacou Danielle Ferreira, terapeuta ocupacional.

PET - Durante a visita, o animal esteve na companhia da médica veterinária, Marina Coutinho, 2º tenente, que integra o BAC da Polícia Militar do Pará. “Ele vem da mistura das raças golden retriever com border collie. Alecrim foi treinado desde filhote para se relacionar com crianças e idosos. Ele é treinado para aceitar interação sem reagir. Sua missão é visitar escolas, creches, asilos e hospitais, espalhando alegria e amor por onde passa”, explicou a tenente.Pais e filhos assistem apresentação de Alecrim

Assistência - A ação foi centrada na assistência do paciente. “Nos preocupamos em diminuir o desgaste da internação e garantir a melhor experiência do paciente conosco. Ter uma visita pet no ambiente hospitalar traz benefícios para nossos usuários internados, sabe-se, através de estudos científicos, que o animal pode ajudar no estímulo ao bem-estar ou sensação de prazer, pois ocorre a liberação de hormônios como a dopamina e oxitocina. Além de ajudar na diminuição do estresse”, frisou Renata Oliveira, diretora Assistencial do HRAS.

A visita do Alecrim foi a primeira ação no HRAS com animais. Mas com o sucesso da visita, a pet terapia passará a ser constante. “Nesta iniciativa, resgatamos a possibilidade de quebrar a rotina hospitalar, através de um momento especial. Para os próximos meses, já estamos articulando outras visitas na unidade com pets, já que trouxe grandes benefícios, sobretudo, emocionais, às nossas crianças”, adiantou Marcos Silveira, diretor Executivo do HRAS.

SERVIÇO

O Hospital é a maior unidade pública do Governo do Estado. A instituição é administrada pelo Instituto Mais Saúde, em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). A Pediatria do HRAS está estruturada com 10 leitos de UTI Pediátrica, 25 leitos de clínica pediátrica e um pronto-socorro infantil, com atendimento 24 horas.

Por Governo do Pará (SECOM)