Pelo Dia do Pedagogo, HGT promove ação aos pequenos usuários na Brinquedoteca

Projeto objetiva acolhimento de usuários e acompanhantes de forma humanizada

21/05/2022 11h11 - Atualizada em 21/05/2022 12h15

Para celebrar o Dia do Pedagogo, comemorado na última sexta-feira (20) o Hospital Geral de Tailândia (HGT), localizado no sudeste paraense, promoveu ação alusiva à data na área da Brinquedoteca, envolvendo os usuários mirins internados, os que aguardam por atendimento e o setor pedagógico.

A atividade contou com brincadeiras, pinturas e muita diversão em um local que disponibiliza livros, brinquedos e jogos educativos, distribuídos em um confortável e colorido espaço de 10m², com monitores para conduzir as atividades recreativas e lúdicas, levando assim, um pouco mais de alegria, contribuindo na recuperação da saúde dos usuários.

É o caso da pequena Adrielly Chaves, de dois anos, que vem recuperando a saúde no HGT. A garotinha está na unidade hospitalar desde a última terça-feira (17), na ala pediátrica. Para a mãe, Michelle Suzzy, de 30 anos, o projeto da Brinquedoteca é uma excelente iniciativa para a recuperação, além de distrair os responsáveis que acompanham as atividades oferecidas.

“O projeto é muito bom. O quadro clínico da minha filha quando chegamos aqui no hospital, era de tristeza, ela somente queria ficar deitada na cama. Mas, quando a pedagoga veio nos chamar pela primeira vez para conhecer a Brinquedoteca, a Adrielly despertou, ficou entusiasmada. Hoje na ação, ela brincou, fez pintura, se alegrou ainda mais, virou outra criança. O HGT está de parabéns por ter esses profissionais de qualidade e nos proporcionar este ambiente agradável”, avaliou a psicóloga que reside em Tailândia. Ela gostou tanto do projeto que prometeu compartilhar aos familiares e amigos a vivência no HGT.

Em 2021, a unidade hospitalar realizou 828 atendimentos pediátricos. Neste ano, nos quatro primeiros meses, o HGT promoveu 551 procedimentos em pediatria.  

Além do desenvolvimento deste lado lúdico, segundo a pedagoga Ana Elizabett Souza, os atendimentos pedagógicos ocorrem também nos leitos acolhendo e humanizando os pequenos usuários, quando estes, ficam impossibilitados de ir à Brinquedoteca por motivos de quadro clínico. Complementando o trabalho, existe o reforço escolar para os internados por um longo período.

“Em parceria com a escola da criança ou do adolescente, a área pedagógica da nossa unidade auxilia no ensino do conteúdo escolar ao usuário, para que ele não seja prejudicado no ano letivo, ou seja, mesmo estando longe da escola e recuperando a saúde no HGT, a criança ou adolescente, estuda”, contou a pedagoga hospitalar.   

Importância do projeto 

Desde 2017 funcionando no HGT, o projeto Brinquedoteca tem como principal objetivo acolher de forma humanizada com ações lúdicas. “O brincar é uma atividade essencial para a saúde física, emocional e intelectual do ser humano. A importância de brincar é uma realidade inquestionável, inclusive em hospitais, tendo em vista, que o leito é uma experiência difícil, pois a criança tem que conviver com o afastamento da família, dos amigos, da escola, entre outras coisas”, pontuou Ana Elizabett Souza.

A profissional ressalta ainda que a criança internada tem que mudar seus hábitos radicalmente e, dependendo da enfermidade, é privada de brincar, o que compromete o desenvolvimento e equilíbrio emocional, gera tristeza e uma resistência para aceitar o tratamento a ser submetida.

Por isso, a Brinquedoteca é uma estratégia de humanização que possibilita a criação de um ambiente que permite à criança ou adolescente interagir com as outras pessoas. “Isso ameniza os sentimentos de angústias, tensões e ansiedades, através de desenhos e modelagens. É importante construir um espaço onde as crianças possam sentir à vontade. Para a humanização hospitalar, a Brinquedoteca, é um projeto de melhoria da qualidade de vida, durante a internação dessas pessoas”, finalizou a pedagoga.

Lei

Brincar é um direito da criança, dever do estado, da família e da sociedade, amparado pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e pela Lei Federal 11.104, de 21 de março de 2005, que dispõe sobre a obrigatoriedade de instalação de Brinquedotecas nas unidades de saúde, que ofereçam atendimento pediátrico em regime de internação.

Estrutura

O HGT possui 51 leitos e mantém uma Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) com nove leitos, sendo seis adultos e três pediátricos. Os usuários que dependem do Sistema Único de Saúde (SUS) têm acesso aos serviços oferecidos pelo HGT por meio da Central de Regulação Municipal e Estadual, e aos de urgência e emergência em livre demanda ou encaminhados pelo Samu, Corpo de Bombeiros Militar e Polícia Rodoviária.

Serviço: O HGT é uma unidade de saúde do Governo do Pará, administrado pelo Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano (INDSH), em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). O hospital fica na avenida Florianópolis, s/n, no bairro Novo. Mais informações pelo fone (91) 3752-3121.

Texto: Pallmer Barros/Ascom HGT

Por Governo do Pará (SECOM)