Sespa promove reunião de monitoramento da vacinação contra o sarampo

Coordenadores regionais de imunização e atenção primária abordaram protocolos e avaliaram os trabalhos que se encerram em 3 de junho

19/05/2022 16h44

A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) promoveu nesta quinta-feira, dia 19, em sua sede central, um encontro com representantes de sete de seus centros regionais de saúde para definir protocolos de monitoramento rápido da cobertura vacinal do sarampo a serem cumpridos assim que a campanha de vacinação contra a doença se encerrar no dia 3 de junho.

O objetivo principal do encontro foi avaliar a situação vacinal da população entre 6 meses e 5 anos de idade no Pará, visando resgatar e vacinar a população que por acaso não tenha sido atingida pela atual campanha, além de tornar mais homogênea a cobertura vacinal do estado.

Estiveram presentes no evento coordenadores regionais de imunização e atenção primária, além de representantes de setores municipais de vacinação e equipes responsáveis por definir estratégias de saúde da família.

No encontro foram debatidos temas importantes para futuras campanhas de vacinação em todo o estado. Através da troca de experiências dos representantes, o evento contribuiu para definir estratégias para detectar possíveis dificuldades para alcançar a meta de imunização proposta para o Pará. 

Foram apresentados, por exemplo, os protocolos que as equipes de investigação de campo, que visitarão residências por todo o estado em busca de crianças não vacinadas, deverão cumprir para maior efetividade da pesquisa. Além da investigação, as equipes levarão doses da vacina para as crianças que não ainda não receberam a imunização.

A coordenadora de imunização da Sespa Jaíra Ataíde avaliou de forma positiva a programação: “É muito importante definir desde já estratégias de monitoramento em todo estado. A campanha ainda está acontecendo e já estamos preparando as equipes para a realização deste trabalho, ainda mais quando estamos saindo de um surto recente da doença em nosso estado”, declarou.

Patrícia Bittercourt, coordenadora da área técnica em vigilância de saúde do 3º Centro Regional destacou a importância do evento para futuras ações de vacinação: “Foi um momento muito especial de troca de experiências e conhecimento entre os municípios, além de ter sido importante para entender a importância da integração que precisa acontecer entre os setores do estado e municípios para que as campanhas aconteçam de forma mais efetiva”, avaliou.

Campanha - Desde 2018, o Ministério da Saúde, Estados e Municípios vêm desenvolvendo ações para eliminar o sarampo novamente do Brasil. A principal ação é o resgate da cobertura vacinal com a vacina tríplice viral, que continua baixa.

A campanha de 2022 está na segunda etapa, que irá até o dia 3 de junho e está dedicada à imunização de crianças de seis meses a cinco anos de idade, gestantes e puérperas, população indígena, professores, pessoas com deficiência, membros das forças armadas e de segurança, profissionais motoristas de transportes rodoviários como ônibus e caminhões, trabalhadores de portos e do sistema prisional, além da população privada de liberdade.

Texto: Edilson Teixeira/Sespa

Por Roberta Vilanova (SESPA)