Hospital de Castelo de Sonhos, pais e crianças são orientados sobre abuso e violência sexual

Luta contra este tipo de violência é lembrada nesta quarta-feira (18)

18/05/2022 22h39 - Atualizada em 19/05/2022 10h06

Afim de conscientizar pais e crianças que estão no Hospital Geral Público de Castelo de Sonhos (HGPCS), a equipe de assistência psicossocial e o Núcleo de Educação Permanente (NEP) da unidade realizou nesta quarta-feira (18), no ambulatório, uma apresentação bem dinâmica e informal com um tema que é realidade para centenas de crianças e adolescentes: o abuso e exploração sexual infantil.

A psicóloga da instituição, Jeane Taveira, em sua fala direcionada às crianças e pais, reforçou que o problema é grave e pode causar muitos distúrbios na vida de uma criança que foi abusada sexualmente. "Devemos abrir nossos olhos para essa realidade que infelizmente afeta centenas de crianças e adolescentes. Esquecer é permitir e lembrar é proteger e enfrentar", disse.

A equipe do Serviço Social levantou questões importantes como as consequências  que a violência sexual contra crianças e adolescentes podem trazer em suas vidas, pondo em risco o bem-estar e o futuro destes. As assistentes sociais expuseram que o comprometimento por ser grave ao ponto de prejudicar o desenvolvimento de uma vida saudável e a capacidade de aprendizagem da vítima.

O que é abuso sexual?

Toda ação praticada por um adulto ou alguém mais velho, por meio de abuso de confiança e ou poder, contra criança ou adolescente, para fins sexuais.

O que é exploração sexual?

A exploração sexual é caracterizada por qualquer relação sexual de uma criança ou adolescente com adultos, mediada pelo pagamento em dinheiro ou qualquer outro benefício – como favores ou presentes. Nesse contexto, crianças e adolescentes são tratados como objetos sexuais ou mercadorias. É importante ressaltar que a responsabilidade pela exploração sexual é sempre do adulto, nunca da criança ou adolescente, mesmo que eles afirmem estar nessa condição "porque querem".

Caso você suspeite de possível crime de violência ou abuso sexual, denuncie pelo canal Disque 100. As denúncias também podem ser feitas na Polícia Militar, por meio do número 190, e para a Polícia Rodoviária Federal, pelo número 191.

Sobre a Unidade

O Hospital de Castelo de Sonhos, administrado pelo Instituto Mais Saúde, entrou em operação em julho de 2020 e pertence ao Governo do Estado. A unidade dispõe de 21 leitos clínicos para internação em pediatria, ortopedia, obstetrícia, clínica cirúrgica e clínica médica, e outros quatro leitos em sala de estabilização. São atendidos por mês, em média, 4,5 mil habitantes, incluindo moradores do distrito de Cachoeira da Serra e das aldeias indígenas do entorno.

Texto: Moisés Sodré

Por Governo do Pará (SECOM)