Fasepa participa de lançamento de Projeto de Extensão da Uepa

O Núcleo de Estudos e Extensão em Socioeducação e Ressocialização terá ações para ajudar adolescentes e jovens

18/05/2022 15h20 - Atualizada em 18/05/2022 16h39

Evento de lançamento do 'Núcleo de Estudos e Extensão em Socioeducação e Ressocialização'Como forma de avançar no processo do trabalho de ressocialização, a Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa) participou nesta terça-feira (17) do lançamento do projeto “Núcleo de Estudos e Extensão em Socioeducação e Ressocialização”. A iniciativa é voltada para jovens e adolescentes em conflito com a lei, egressos do sistema penal ou apenados em progressão, a partir de parceria com o Centro de Ciências Sociais e Educação (CCSE), da Uepa.

Com o intuito de reinserção dos jovens na sociedade, o núcleo quer desenvolver ações pedagógicas, artísticas, esportivas, culturais e de formação. Também tem busca integrar-se a programas municipais e estaduais de proteção à infância e adolescência em vulnerabilidade social.

De acordo com a Uepa, o núcleo vai propor cursos de formação continuada na área da Educação Carcerária e Pedagogia Social; e integrar-se como campo de estágio supervisionado curricular aos docentes do curso de Pedagogia e áreas afins dos curso ofertados pela universidade.

“A socioeducação é como nós cuidamos de adolescentes em conflito com a lei. A importância do núcleo de estudos está na educação, que sempre vi como forma de reduzir a criminalidade. A socioeducação envolve diversas áreas, como assistência social, pedagogia e psicologia. Essa vai ser a importância do núcleo para a fundação, contribuir com o estudo da socioeducação no Estado, no melhoramento da Fasepa e com a política socioeducativa para uma sociedade mais igualitária”, comentou o presidente da Fasepa, Luiz Celso da Silva, que participou do evento.

A coordenadora do “Núcleo de Estudos e Extensão em Socioeducação e Ressocialização”, professora doutora Elena Lima, observou que ela criou o projeto a partir de trabalhos que ela e colegas já haviam realizado na socioeducação, com a medida de liberdade assistida.

"E agora idealizei o núcleo para que possamos agregar todas as ações que os grupos de pesquisa possuem para dar mais visibilidade e propagar mais esse trabalho tão bonito. E é assim que o núcleo vai contribuir para a socioeducação, com projetos de parcerias com outras instituições buscando propostas de atividades, palestras etc”, destacou a  profissional.

O reitor da Uepa, Clay Chagas, ressaltou que “a universidade precisa, dentro do seu tripé institucional de ensino, pesquisa e extensão, produzir e levar serviços para que a sociedade possa ser melhor, de modo geral e, nesse caso específico, com a população carcerária, no regime semi-aberto ou que já passou pelo sistema. Nossa intenção é produzir um conjunto de cursos e de ações voltadas para o ensino, saúde e também qualificação dessa população e assim de alguma forma trazer mais oportunidades”, completou. 

Texto de Kauanny Cohen (Ascom Fasepa)

Por Governo do Pará (SECOM)