Servidores da Educação recebem capacitação para garantir a qualidade da alimentação oferecida na rede pública estadual

Cerca de 450 diretores de unidades escolares e gestores participaram do evento, que teve foco no Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae)

20/04/2022 18h07 - Atualizada em 20/04/2022 18h50

O Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), tem o compromisso de garantir o ensino de qualidade para todos os alunos da rede pública estadual. Além da estrutura física e pedagógica, um dos pontos importantes no processo de aprendizagem é a alimentação oferecida aos estudantes. O valor nutricional das refeições garante desenvolvimento biológico, psicológico e social.

Esse foi o tema de um encontro técnico promovido pela Seduc, nesta quarta-feira (20), na sede do órgão em Belém. Cerca de 450 diretores de unidades escolares e gestores de  USEs e UREs participaram ativamente do evento. Com foco no Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), houve recomendações sobre o manuseio dos produtos, dicas para o armazenamento, qualidade de itens e a prestação de contas.

“Fizemos uma cartilha com todas as orientações de todo o processo do recebimento, armazenamento e distribuição da merenda. Nós temos um longo processo logístico e burocrático da aquisição destes insumos e achamos relevante o conhecimento de todos os servidores que, no dia a dia, recebem esses produtos em suas escolas”, pontuou a coordenadora de assistência ao estudante (CAE/SEDUC).

A Secretária de Estado de Educação, Elieth de Fátima Braga, esclareceu que essa capacitação é importante e necessária. “O Governo do Pará realizou, recentemente, o primeiro processo licitatório do modo pregão eletrônico e a chamada pública para aquisição de gêneros alimentícios para merenda escolar em todo o Estado. Além da excelente qualidade, a iniciativa movimenta a economia, pois beneficia fornecedores locais e agricultores familiares”, pontuou a titular do órgão.

A nutricionista Daniele da Costa Lobato, que faz parte do corpo especializado da Seduc, diz que é um momento único, nunca vivido na educação. “Com o processo licitatório agora finalizado, vamos começar a fazer a distribuição da merenda como nunca foi feita. Nós vamos poder fazer a avaliação e educação nutricional dos alunos, palestras e mais que isso, vamos poder fazer as correções das não conformidades apresentadas pelos entregadores ou empresas distribuidoras”, finalizou.

Texto com colaboração de Wavá Bandeira

Por Evaldo Júnior (SEDUC)