Edição de Páscoa do Mini-Festival de Chocolate, Flores e Jóias marca o início da agenda de eventos em 2022

Evento teve início nesta sexta-feira (8) e segue nos dias 9 e 10 de abril, no Espaço São José Liberto, com entrada franca

08/04/2022 17h52 - Atualizada em 08/04/2022 18h04

Nesta sexta-feira (08), o Governo do Pará deu início a mais uma edição do Mini-Festival de Chocolates, Flores e Jóias da Amazônia, iniciativa que é promovida desde 2019 com o apoio de uma rede de parceiros, mas que precisou ser interrompida por conta da pandemia. A edição de Páscoa do Mini Festival marca o começo da agenda de 2022, que terá edições sazonais em períodos e épocas festivas, como o Dia das Mães e no Natal. O objetivo do evento é dar destaque para o segmento de cacau, grão do qual o Pará segue sendo o maior produtor do país desde o ano de 2016, além de fortalecer a cadeia dos produtos de chocolate.

Promovido no âmbito da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme) e da Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap), o evento conta com a presença de seis marcas diferentes que trabalham com chocolate de origem que já estão expondo seus produtos, além de 10 produtores de bombons artesanais, assim como 10 produtores de arranjos de flores e outros oito empreendedores de joias de vários municípios do Estado.

Compõem o rol de instituições parcerias na iniciativa o Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama), a Companhia de Desenvolvimento Econômico do Pará (Codec), Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará), Sindicato das Indústrias Minerais do Estado (Simineral), Universidade da Amaônia (Unama), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae Pará), Companhia Têxtil de Castanhal (CTC), além do Fundo de Desenvolvimento da Cacauicultura do Pará (Funcacau).

No evento de abertura, nesta sexta-feira, o titular da Sedeme, José Fernando Gomes Júnior, destacou a importância do retorno dos Mini Festivais com sua primeira edição presencial desde o início da pandemia do coronavírus. "Para nós do Governo do Estado esse é um momento de retomada. Por determinação do governador Helder Barbalho, estamos atuando de forma integrada para promover, neste momento de páscoa, este evento que colabora com desenvolvimento desde o início da cadeia até o consumidor final, então para nós é motivo de muita alegria estarmos retomando os Mini Festivais, que teremos durante todo o ano, com programações especiais para toda a sociedade paraense”, disse.

De acordo com o titular da Sedap, João Carlos Ramos, o evento proporciona mais relevância para o Pará como o maior produtor de cacau do país. “O intuito do evento é buscar a retorno do processo de desenvolvimento do setor e dar o conhecimento para o Brasil e mundo que nós produzimos algo de qualidade diferenciada, e que hoje somos pioneiros nesse aspecto, fomentando a verticalização do estado”, afirmou.

Fabio Sicília, chefe de cozinha e chocolatier que esteve presente para exibir um ovo de páscoa feito com farinha de tapioca (crepioca) também falou da relevância do evento para os empreendedores. “O chocolate com o qual eu trabalho vem da Amazônia, então esse festival é um marco no sentido de que a Páscoa é um ótimo momento para mostrar todas as nossas novidades – como a crepioca, por exemplo, e lembrar ao Brasil de que nós somos produtores de chocolate e cacau, então essa é a hora ideal para exibir o nosso trabalho, que tem uma qualidade excepcional e é feito com muita criatividade e inovação”, destacou.

Chocolate de origem paraense

A professora de gastronomia Luciana Ferreira, que também atua como coordenadora de Mercado na Sedeme, destaca a relevância do evento no sentido de destacar a produção de chocolate de origem paraense. “O nosso objetivo aqui é dar destaque a esse segmento de chocolate de origem, dos bombons feitos com chocolate de origem paraense, das plantas da Amazônia e das joias que também são presentes associados ao chocolate. A ideia é fortalecer essa cadeia produtiva, permitindo não só que o Estado se posicione como grande produtor de cacau, mas que aqui também verticaliza essa produção, por isso temos aqui várias marcas que produzem chocolates de origem, inclusive com a proposta de produção “da amêndoa à barra”, informou.

Ainda de acordo com Luciana, todas as empresas participantes produzem chocolate com cacau plantado em solo paraense, o que proporciona a valorização da produção local. “Tudo isso é um esforço nosso em prol da valorização da nossa produção e, além da feira de produtores, temos também uma programação completa de atividades culturais, atrações para crianças, oficinas de chocolate de páscoa, caça aos ovos de páscoa, atrações culturais sempre no final da tarde, além de música, dança de salão e muito mais. A programação está incrível e convidamos todos a virem conhecer”, concluiu.

Confira a programação do evento

Mini Festival de Chocolate, Flores e Joias da Amazônia (sábado das 10h às 18h e domingo das 10h às 14h)

Programação especial de sábado (09/04)

10h30 e 11h30 – Oficina de Chocolate para Crianças (Unama)

16h – Oficina Sensorial (chef Fábio Sicília)

Programação especial de domingo (10/04)

10h30 e 11h – Esquete “A Páscoa”, brincadeira para crianças (caça aos ovos de páscoa) com o grupo Atorres Entretenimento

Por Igor Nascimento (SEDEME)