Governo entrega Escola Estadual Visconde de Souza Franco reconstruída

Prédio irá abrigar novos espaços para a 8ª Unidade Seduc na Escola (USE), a Coordenação de Educação Especial (Coees) e o Centro de Atendimento Educacional Especializado (CAEE)

25/01/2022 13h06 - Atualizada em 25/01/2022 17h30

O governador Helder Barbalho participou da entrega oficial da Escola Estadual Visconde de Souza Franco, nesta terça-feira (25), em Belém. A unidade, que oferece a modalidade integral para o Ensino Médio, também passa a abrigar a sede da 8ª Unidade Seduc na Escola (USE), a Coordenação de Educação Especial (Coees) e o Centro de Atendimento Educacional Especializado (CAEE). Durante a agenda foram entregues ainda dois ônibus para pessoas com deficiência.

Já são 87 escolas estaduais devolvidas à comunidade escolar, desde 2019. “Lamentavelmente, apesar de ser uma escola muito tradicional, o abandono acabou gerando uma enorme evasão escolar. Ela já chegou a ter 7 mil alunos e hoje temos aproximadamente 200 alunos matriculados, por isso a decisão de investir na infraestrutura para que a escola possa voltar a ter a presença e entusiasmo dos nossos alunos. Além das salas de aula, aqui estaremos com o Centro de Atendimento Educacional Especializado com o olhar para os nossos autistas e atenção necessária para fortalecer o talento e discutir uma estratégia pedagógica a partir de cada aluno e aluna”, pontuou o governador. O chefe do Executivo Estadual esteve acompanhado da primeira-dama do Estado, Daniela Barbalho, e da titular da Coordenação Estadual de Políticas para o Autismo, Nayara Barbalho.

Nayara Barbalho é coordenadora estadual de Políticas para o AutismoForam mais de R$ 2,4 milhões, provenientes do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e do Tesouro Estadual, utilizados para garantir a reconstrução do prédio e a melhoria no ensino dos estudantes. 

Marilena Guimarães de Lima, diretora da escola, afirmou que se trata da realização de um sonho de 12 anos. “Estar aqui hoje significa que os nossos alunos agora têm um espaço adequado para o ensino integral, acolhedor, que atenda às suas necessidades. O tempo integral traz uma metodologia diferenciada com a implementação de projetos a partir da nova Base Nacional Comum Curricular (BNCC), do novo Ensino Médio e os alunos permanecem na escola de 7h30 às 17h, com alimentação inclusa. Além das disciplinas, eles participam de vários projetos”, afirmou a diretora. 

Para Jefte Josué da Silva Martins, aluno do 2º ano, ter contato com laboratórios e salas de aula é uma experiência rica. “É muito divertido ter isso. Eu acho que para o ano que vem, quando eu for fazer o Enem, vou estar mais preparado, os professores são muito bons. Hoje é um dia de comemorar”, celebrou o estudante.

A secretária de Estado de Educação, Elieth de Fátima Braga, falou da importância da Escola Souza Franco no contexto educacional do Pará. “Quando se fala no poder transformador da educação, envolve a inclusão. Essa escola é de tempo integral que tem agora todas as boas condições para oferecer o ensino, e como Centro, a partir da disponibilidade de dois ônibus, a instituição poderá trazer os alunos e devolvê-los após o tratamento”, informou a secretária.

A secretária de Estado de Educação, Elieth de Fátima BragaA obra possibilitou a melhoria de salas de aulas, laboratórios de informática, linguagem, física, multidisciplinar e ciências humanas, sala de vídeo, dança, arte, jogos e educação física, estação de rádio, ateliê, direção, secretaria, sala dos professores, coordenação pedagógica, arquivo, auditório, camarim, copa, recreio coberto, banheiros masculino e feminino, além de equipamentos que propiciam a acessibilidade às Pessoas com Deficiência (PcDs).

A Escola Estadual Visconde de Souza Franco também vai abrigar, de agora em diante, a sede da 8ª Unidade Seduc na Escola (USE), a Coordenação de Educação Especial (Coees) e o Centro de Atendimento Educacional Especializado (CAEE). 

A 8ª USE vai dispor de salas para a gestora, equipe técnica, equipe administrativa e equipe multiprofissionais. A Coees terá espaços para o PROFASS, NUPPLAC, NAEE, coordenação, sala de reunião, almoxarifado, cozinha e banheiros. Já o CAEE ocupará mais de 40 ambientes com intuito de garantir a inclusão escolar de alunos com deficiência, transtorno do espectro autista (TEA) e altas habilidades/superdotação.

Tradição

Fundada em 10 de julho de 1947, a Escola Estadual Visconde de Souza Franco foi construída pela Sociedade Civil Veterinária, com a proposta de ofertar os cursos Primário, Colegial, Secundário (que compreendiam as Ciências Matemáticas, Biológicas e Humanas), além do Curso Normal, que tinha o intuito de formar novos professores. Em 1974, com a implantação da Reforma de Ensino de 2º Grau, passou a ser chamada de Escola Estadual de 2º Grau Visconde de Souza Franco, mantendo as habilitações básicas nas áreas de administração, construção civil, saúde e técnica em magistério.

Por Dayane Baía (SECOM)