Adepará e Prefeitura de Anapu firmam acordo para fortalecer setor agropecuário

O objetivo é garantir o avanço do desenvolvimento agropecuário na cidade e contribuir para a geração de novos empregos e renda da população local

24/01/2022 15h16 - Atualizada em 24/01/2022 15h38

Na manhã desta segunda-feira (24), a Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará) firmou Termo de Cooperação Técnica com a Prefeitura de Anapu, localizada no sudoeste paraense, que possibilitará o avanço do desenvolvimento agropecuário no município e contribuirá para a geração de novos empregos e renda da população local.

O acordo foi oficializado por meio do Termo de Cooperação Técnica assinado pelo diretor geral da Adepará, Jamir Paraguassu Macedo, e o prefeito do município de Anapu, Aelton Fonseca, na sede da Adepará, na capital paraense.

O Termo tem como objeto a conjunção de esforços recíproca entre Estado e Prefeitura objetivando o planejamento e a execução das ações que promovam a sanidade e a qualidade da produção agropecuária, levando, consequentemente, ao desenvolvimento sustentável e competitivo do agronegócio no município de Anapu.

“Tratamos de assuntos relevantes para o fortalecimento da defesa agropecuária no município e na região. Para oficializar este compromisso assinamos o Termo para que essas atividades possam ter um respaldo jurídico, objetivando assim, a contribuição da Prefeitura em ações que possam ser desenvolvidas de forma mais ágil e efetiva para o desenvolvimento agropecuário do município, o que consequentemente, contribui para a geração de empregos e renda para a população de Anapu”, informou o diretor geral da Adepará, Jamir Paraguassu Macedo.

Agronegócio
Entre as ações que serão efetivas, por meio do acordo, está o cadastramento de produtores de cacau de Anapu, município que detém o título de terceiro maior produtor de cacau do Brasil.

Atualmente, o Pará exporta 52% na produção nacional de cacau, e com expectativa de produção de 150 mil toneladas até o final de 2021. Com a posição de primeiro produtor brasileiro, o estado conta, atualmente, com mais de 28.700 mil produtores envolvidos, trabalhando em um pouco mais de 205.494 mil hectares cacaueiros, segundo dados da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac). Apenas em 2020, a cadeia produtiva do cacau movimentou, no Pará, o valor de R$ 1,9 bilhão. 

“Ao consideramos a importância do município para o setor produtivo do Estado, essa parceria é de fundamenta importância para a Adepará a nível de sanidade da lavoura cacaueira, para que possamos dar celeridade às ações no setor com ações de defesa e inspeção vegetal”, avalia a diretora de Defesa e Inspeção Vegetal da Adepará, engenheira Lucionila Pimentel.

Cadastramento
Faz parte do Programa do Cacau da Adepará uma grande supervisão em todos os municípios da Gerência Regional de Altamira, que formam uma rota com os maiores produtores de cacau do estado: Altamira, Brasil Novo, Medicilândia, Anapu, Vitória do Xingu, Senador José Porfírio, Uruará e Placas.  

Esse cadastro atualizado norteará as ações de campo da Agência na implementação de políticas públicas e também para conduzir as intensificações de levantamento de detecção de possíveis pragas nas propriedades produtoras de cacau. Daí a importância em realizar o cadastramento de todos os agricultores na Adepará, que deve ser feito por meio do no Sistema de Integração Agropecuária (SIAPEC 3), já que é a partir dessas informações que é formada a base de dados do Pará, que norteia os planos as ações. 

A Agência de Defesa do Pará segue as normativas do Programa Nacional de Prevenção e Vigilância de Pragas Quarentenárias Ausentes, que estabelece as diretrizes e os procedimentos operacionais para aplicação de medidas preventivas e de contenção, supressão e erradicação de focos de possíveis pragas, como a Moniliophthora roreri, por meio de educação fitossanitária; capacitação; elaboração, coordenação e execução de ações fitossanitárias para prevenção; e elaboração, coordenação e execução de ações fitossanitárias para contingência. 

“A assinatura desse termo com a Adepará formaliza a nossa parceria e estamos muito satisfeitos com a atenção e o suporte técnico que a Agência de Defesa tem nos prestado. Já saímos daqui com uma das nossas ações delineadas, que a do cadastramento dos produtores de cacau de Anapu, marcada para o mês de fevereiro, que nos dará a precisão dos dados da nossa produção de cacau e nos permitirá a implementação de mais políticas públicas para o setor da produção de cacau, em nosso município.”, avaliou o prefeito Aelton Fonseca.

Por Manuela Viana (ADEPARÁ)