Com navios e lanchas, governo do Estado torna mais rápida e segura a viagem para Outeiro

O transporte oferecido gratuitamente vai reduzir o tempo de traslado da população entre o centro de Belém e a Ilha de Outeiro

19/01/2022 22h20 - Atualizada em 19/01/2022 23h42

O Governo do Pará disponibilizou nesta quarta-feira (19) duas lanchas rápidas para fazer a travessia gratuita entre o Terminal Hidroviário de Icoaraci e o Terminal Hidroviário de Outeiro. Para ampliar a rede de transporte que atende aos moradores de Outeiro, também haverá dois navios, que farão o traslado de passageiros do Porto Sotave, da CDP (Companhia Docas do Pará), em Outeiro, para o centro de Belém, com desembarque no Terminal Hidroviário da capital.

O anúncio da entrada em operação dessas embarcações, após o acidente na ponte, que interrompeu o tráfego rodoviário para o distrito de Outeiro, foi feito pelo governador Helder Barbalho, em reunião com gestores do Sistema de Segurança Pública, representantes do município de Belém e da Marinha.Governador Helder Barbalho fez o trajeto de lancha e conversou com os passageiros

"Neste momento, estamos buscando alternativas para ampliar a oferta de serviços de transporte para as pessoas que desejam sair de Outeiro, assim como para quem deseja ir para a ilha. A lancha rápida faz uma viagem em 5 minutos do Terminal de Icoaraci (de onde partem as embarcações com destino à Ilha de Cotijuba) para o Terminal de Outeiro. A viagem de Belém para Outeiro, pela estimativa das viagens-teste, leva entre 40 minutos e 1 hora. Portanto, será muito mais rápido as pessoas pegarem o navio do que se deslocarem para pegar a balsa ou um ônibus, por meio rodoviário, para chegarem ao centro de Belém", frisou o governador.

Lancha rápida - As duas embarcações são climatizadas e têm capacidade para 140 passageiros. As viagens serão feitas de acordo com a demanda da população. A primeira viagem de lancha rápida ocorreu ainda na tarde desta quarta-feira.

Helder Barbalho participou de duas viagens na lancha rápida, quando conversou com passageiros e explicou que a melhoria no deslocamento para Ilha de Outeiro é uma prioridade para a gestão estadual.

"Enquanto as obras da ponte não forem concluídas, nós estamos ofertando inicialmente as balsas e o ferry boat na 7ª Rua de Icoaraci, ao tempo em que ampliamos, a partir desta tarde, o serviço de lancha rápida, saindo do Terminal de Icoaraci para o Terminal de Outeiro. Todo esse serviço é gratuito", garantiu o chefe do Executivo Estadual.

Navios – A primeira viagem de navio sairá às 06h30 de quinta-feira (20) do Porto Sotave/CDP com destino ao Terminal Hidroviário de Belém. A chegada está prevista para 07h30. O navio tem capacidade para mil passageiros. A segunda embarcação tem capacidade para 650 passageiros, e sairá as 7 h, com chegada prevista para as 8 h, também no Terminal Hidroviário de Belém. Cada embarcação deve realizar, inicialmente, três viagens por dia.Helder Barbalho também verificou as condições dos portos e do embarque dos passageiros

As viagens de Outeiro para o centro de Belém sairão as 06h30, 7 h, 13h30 e 14h30. Já as viagens de retorno a Outeiro serão as 12 h, 13 h, 17h30 e 19h30.

Nesta quarta-feira, o governador também esteve nas instalações do Porto Sotave/CDP, onde conversou com a equipe responsável pelo local e com representantes de órgãos estaduais. "Vamos descentralizar as ações e, acima de tudo, vamos priorizar os navios e lanchas rápidas para passageiros, e as balsas e ferry boat para veículos", orientou Helder Barbalho.

Desde a interdição da Ponte de Outeiro, na manhã da última segunda-feira (17), por conta da queda de um dos pilares, provocada pela colisão de uma balsa, o governo do Estado está garantindo suporte ao transporte de passageiros e veículos. Além da lancha rápida e dos navios, uma balsa e um ferry boat estão operando gratuitamente no local, nas 24 horas.

Segurança - Câmeras de monitoramento eletrônico já foram instaladas nos portos utilizados para o traslado da população, a fim de prevenir ocorrências e garantir maior segurança e tranquilidade à população.

O monitoramento eletrônico vem sendo realizado pelo Sistema de Segurança no distrito de Icoaraci, assim como em Outeiro. Outras duas câmeras foram instaladas na ponte. As imagens vão subsidiar as ações das autoridades, e também permitir o monitoramento de pessoas e carros, que estão proibidos de trafegar pelo local.

Texto: Ronan Frias - Ascom/Cohab

Por Governo do Pará (SECOM)