Governo do Estado garante suporte para o transporte de passageiros entre Outeiro e Icoaraci 

Navio passará a fazer o trajeto entre o Terminal Hidroviário de Belém e o distrito de Outeiro, além de lanchas rápidas, que partem do terminal de Icoaraci para o terminal de Outeiro entraram em operação nesta quarta (19)

19/01/2022 13h43 - Atualizada em 19/01/2022 14h14

Quase diariamente, a dona de casa Darlene de Souza, 65 anos, precisa fazer a travessia entre a Ilha de Outeiro e o Distrito de Icoaraci. Desde a interdição da Ponte do Outeiro, na manhã da última segunda-feira (17), por conta da danificação da estrutura de um dos pilares centrais após a colisão de uma balsa, o Governo do Estado está garantindo suporte para o transporte de passageiros e veículos. 

Darlene de Souza está conseguindo manter rotina de deslocamento graças à logística montada pelo Estado após acidente"Esse transporte alternativo disponibilizado pelo Governo é muito bom porque mostra que estão olhando por nós e tentando minimizar os nossos transtornos. A população precisa dessas alternativas para conseguir trabalhar, estudar ou até mesmo voltar pra casa. Com o navio e as lanchas rápidas vão melhorar muito a nossa vida", afirma a dona de casa. 

O governador Helder Barbalho anunciou, na noite da última terça-feira (18), que um navio passará a fazer o trajeto entre o Terminal Hidroviário de Belém e o distrito de Outeiro, além de lanchas rápidas, do terminal de Icoaraci para o terminal de Outeiro, criando mais alternativas de saída e chegada para pessoas em trânsito. 

O Sistema de Segurança Pública do Pará segue monitorando a movimentação no entorno da ponte. O tenente coronel Marcos Formigosa, comandante do 26° Batalhão de Outeiro da Polícia Militar, explica que além da intensificação da segurança da população no Porto da Brasília, em Outeiro, a PM auxilia também na organização das filas junto aos outros órgãos de segurança estaduais e municipais para que o cidadão possa embarcar e desembarcar da balsa com tranquilidade. 

Além da PM, Bombeiros, Agência de Regulação e Controle de Serviços Públicos do Estado do Pará (Arcon), Detran, Defesa Civil, dentre outros, atuam no local. “Reforçamos que o policiamento ostensivo na Ilha de Outeiro continua normalmente. Está vindo reforço do policiamento de Belém para auxiliar nossa guarnição. As nossas viaturas seguem fazendo rondas regulares atendendo todas as demandas e ocorrências que venham a acontecer”, diz o comandante. 

A organização das filas, segundo a cabeleireira Elza Maria da Silva, 62 anos, moradora de Outeiro, está mais tranquila com a atuação dos órgãos de segurança. “Logo que ocorreu a intercorrência, o governador buscou soluções pra minimizar os transtornos pra gente. Se não tivesse isso, eu nem sei como seria. Muita gente precisa trabalhar em Icoaraci e Belém, por isso, considero ótima a iniciativa”, conta. 

O técnico de enfermagem Odivar Ribeiro, 62 anos, afirma que a solução temporária do Governo realmente facilita a vida da população. “Precisamos continuar nossas atividades do dia a dia, e esse suporte permite que isso seja possível. Estamos em uma pandemia, que já prejudicou demais o nosso trabalho, já nos deslocamos com receio e medo, mas essa dificuldade de deslocamento consegue ser minimizada”, relembra. 

 

Defensoria Pública

Ten Cel Marcos Formigosa orienta passageiros em travessia O coordenador de Políticas Cíveis Metropolitanas da Defensoria Pública do Estado do Pará, Daniel Augusto Lobo de Melo, e sua equipe estiveram no local da travessia para ouvir a população do estado. “A nossa razão de ser é atender a população mais carente do estado, por isso, viemos fazer o levantamento de informações iniciais sobre as principais dificuldades do deslocamento em geral, como em outros âmbitos. De acordo com as informações coletadas, vamos encaminhar as autoridades competentes, cobrar o que deve ser cobrado até judicializar se for necessário, para dar soluções”, informa.

A cabeleireira Elza Maria da Silva se sente mais tranquila com a atuação dos órgãos de segurançaO governador Helder Barbalho afirmou que trabalha junto ao Ministério Público do Estado do Pará (MP-PA) e ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) para viabilizar a contratação da empresa responsável pelas obras de reconstrução da Ponte do Outeiro. 

 

Mais estrutura

Já estão instaladas tendas de proteção contra sol e chuva para os passageiros que aguardam o ferry boat e a balsa, disponibilizados pelo Estado para realizar viagens gratuitas entre os distritos de Icoaraci e Outeiro, saindo da 7ª Rua, nas 24 horas, por tempo indeterminado. Foram instaladas também quatro câmeras de segurança e cinco banheiros químicos. Um drone sobrevoa o trecho da travessia, e as imagens são remetidas em tempo real para o gabinete de crise.

Por Giovanna Abreu (SECOM)