Centro de reabilitação comemora mais de 260 mil atendimentos a pessoas com deficiência em 2021

Projetos "Jardim Sensorial" e "Casa Funcional" foram destaque por trazerem inovação

17/01/2022 17h41 - Atualizada em 17/01/2022 19h13

Referência na assistência de média e alta complexidade na região Norte, o Centro Integrado de Inclusão e Reabilitação (CIIR) encerrou o ano de 2021 com saldo positivo: foram mais de 260 mil atendimentos e procedimentos voltados para Pessoas com Deficiência (PcD), e ainda segundo pesquisa interna, mais de 95% dos usuários relataram satisfação no atendimento oferecido pela equipe multiprofissional do Centro de Reabilitação paraense.

De acordo com a diretora Executiva do CIIR, a enfermeira Paola Reyes, foram vários os avanços e conquistas da gestão, com destaque para a inauguração do Jardim Sensorial e Casa Funcional para atendimento aos usuários com Transtorno do Espectro Autista (TEA) acima de 12 anos. A Casa Funcional atende grupos de usuários com TEA a partir dos 12 anos, enfatizando o ensino por meio de atividades diárias e independentes, além de habilidades socioemocionais a partir do interesse e dos objetos de cada usuário. O atendimento na Casa começou em maio do ano passado, e hoje conta com mais de 40 participantes.

Por sua vez, o Jardim Sensorial visa promover o contato com a natureza, bem como a interação e estimulação sensorial em espaços com plantas, que estimulam os sentidos da visão, audição, tato, olfato e paladar. Outro objetivo é fortalecer o vínculo entre usuários, responsáveis e terapeutas.

Entre os usuários atendidos na reabilitação está o pequeno João Miguel Pantoja Oliveira, de dois anos e sete meses. Com paralisia cerebral, ele recebe atendimento com a equipe multiprofissional do CIIR há cerca de um ano, sempre acompanhado por sua mãe, Raiana Pinto Pantoja, 26 anos, que não poupa elogios à assistência oferecida.

Natural de Aurora do Pará, distante cerca de 203 Km da capital paraense, ela traz o filho semanalmente, por meio do Tratamento Fora de Domicílio (TFD), até o Centro de Reabilitação. “Aqui meu filho recebe atendimento na reabilitação visual, com terapeuta ocupacional e fonoaudiólogo. Desde que chegou aqui, melhorou muito. Recomendo para todos que tiverem necessidade desses atendimentos”, declarou.

Sob o aspecto das importantes parcerias firmadas ao longo de 2021, Reyes menciona aquela com o Hospital Albert Einstein, por meio da certificação Planetree, que proporcionou maior integração assistencial junto aos usuários e seus familiares com foco no atendimento de suas preferências e valores, melhorando a qualidade, fidelidade e engajamento dos funcionários ao criar uma cultura organizacional de aprendizagem contínua, centrado na pessoa e guiada pela voz dos pacientes. 

João Miguel, de apenas 2 anos, faz tratamento no CIIREm 2021, o CIIR também contabilizou Menção Honrosa pela participação em evento da Secretaria de Estado de Saúde de São Paulo, “Amigo do Meio Ambiente Prêmio 2021", pela participação com dois projetos ligados à sustentabilidade e proteção ao meio ambiente: “EcoCIIR”, que dá destinação, tratamento e finalização corretos de resíduos sólidos coletados na Instituição, o que favorece diretamente o meio ambiente; e pelo projeto de “Inventários sobre emissão de Gases de Efeito Estufa (GEE)”.

A gestora também destacou a participação da equipe do CIIR no projeto do Governo do Estado, via Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), denominado de expedição “Saúde por todo Pará em territórios indígenas”, que viabilizou mais de 2,8 mil procedimentos de saúde, em nove aldeias da etnia Kaiapó vinculadas ao Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Rio Tapajós: Kubenkokre, Pykany, Pytareko, Jabúi, Pykatoti, Pyngraiti, Mopkrore, Kawatum e Krimei.

Paola Reyes também citou a adesão do Centro de Reabilitação à "Expedição Marajó" – projeto “Saúde Por Todo o Pará', que percorreu todos os 16 municípios do arquipélago. Foram mais de 16 mil atendimentos, uma média de mil por município. “Foram experiências incríveis que nos deram um olhar macro da necessidade de assistência às populações mais vulneráveis do Pará, como os indígenas e os ribeirinhos”.

Gestão por excelência

Entre as conquistas de 2021, a gestão do CIIR comemora a manutenção da certificação canadense Qmentum International IQG, com selo Acreditado Diamante, que coloca a instituição paraense como a única pública no Norte e Nordeste do Brasil, e uma das poucas no país com o reconhecimento pela excelência de gestão. A certificação Qmentum internacional é considerada uma das mais importantes metodologias na área de Acreditação Hospitalar do mundo, com padrões de alta performance em qualidade e segurança na área de saúde.

Há ainda o Selo Ouro Programa GHG Protocol que é emitido pelo Programa Brasileiro GHG Protocol, da Fundação Getúlio Vargas, concedido a quem divulga, anualmente, inventários sobre emissão de Gases de Efeito Estufa (GEE). Houve ainda o segundo lugar conquistado durante a realização do 1° Prêmio Nasce-CME pelo projeto Implantação de uma CME classe I em serviço de referência para PCD.

Tão importantes quanto às certificações, a gestão do Centro de Reabilitação destaca o retorno de alguns projetos, que foram suspensos em função das restrições da Covid-19, entre eles, o “Incluir CIIR” para empregabilidade de Pessoas com Deficiência (PcD), que prepara o usuário, por meio de treinamentos, para o mercado de trabalho durante seis meses, podendo ser prorrogado pelo mesmo tempo.

Outra importante ação retomada é o projeto multidisciplinar de “Educação em saúde e prevenção de lesões”, que visa a promoção da saúde, bem-estar e qualidade de vida aos usuários da reabilitação, regulados para Oficina de órteses e próteses; e os próprios colaboradores PcDs do CIIR. “Este projeto tem por objetivo oferecer uma melhor qualidade de vida por meio de atendimentos especializados e individualizados, conforme necessidade do participante do projeto”, explicou Paola Reyes.

A enfermeira também citou o  “Projeto Implantação de uma CME classe I em serviço de referência para PCD” em um Ambulatório Especializado de atendimento às pessoas com deficiência com a finalidade de garantir maior segurança dos procedimentos realizados no serviço.

Dados

Em 2021, a equipe multiprofissional do CIIR realizou 45.494 atendimentos médicos, 11.230 atendimentos não médicos, 122.085 na reabilitação, 15.628 no Centro Especializado de Odontologia (CEO), 7.628 na Oficina, 61.943 exames, somando um total geral de 264. 008 atendimentos.

Rubenil da Trindade agradece por confecção de prótese especialO servidor público estadual Rubenil Jorge da Trindade Felipe, 65 anos, foi um dos usuários beneficiados com a assistência do Centro de Reabilitação. Diabético e transplantado renal, em junho do ano passado, ele teve problemas de saúde e teve amputar parte da perna direita. Para seguir tratamento, ele foi encaminhado para reabilitação no CIIR, em setembro de 2021, e em dezembro do mesmo ano, ele realizou seu sonho de colocar uma prótese produzida ela equipe de profissionais da Oficina do CIIR. 

“Eu confio no atendimento da equipe do CIIR desde a hora que entrei aqui. A equipe é sensacional, nota 10, bem como as instalações também. Foi meu presente de Natal, relembrou o usuário, que esteve acompanhado de suas cinco filhas para esse momento especial e de superação. 

Atendimento

Os usuários podem ter acesso aos serviços do CIIR, por meio de encaminhamento das Unidades de Saúde, acolhido pela Central de Regulação de cada município, que por sua vez, encaminhará à Regulação Estadual, em que o pedido será analisado conforme perfil do usuário, através do Sistema de Regulação -Sisreg. 

Serviço: O CIIR é um órgão do Governo do Pará, administrado pelo Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano (INDSH), em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). O Centro funciona em um prédio na Rodovia Arthur Bernardes, 1000. Mais informações: 4042-2157/58/59.

Por Vera Rojas (HEMOPA)