Caminhada pela vida comemora o Dia Nacional do Doador de Sangue

25/11/2018 00h00
Por Redação - Agência PA (SECOM)

As principais avenidas do centro de Belém ganharam um tom especial e de solidariedade, neste domingo (25), com a “Caminhada pela Vida”, promovida pela Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia (Hemopa), em comemoração ao Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue, festejado na hemorrede brasileira, que é composta por 32 hemocentros.

No Pará, a programação contou ainda com coleta de sangue na Unidade Móvel do Hemopa, na Praça da República, onde a caminhada com centenas de participantes foi encerrada. Foram 54 comparecimentos de doadores e sete cadastros de doadores de medula óssea, que somaram-se aos 503 voluntários que prestigiaram a abertura da campanha, no sábado, 24.

“Salvar Vidas Está no Meu Sangue” é o tema da Semana do Doador 2018, que em Belém, se estenderá até o dia 1° de dezembro. Sem esconder a animação, a biomédica Aline dos Santos Pardail, 28 anos, esteve na caminhada para reforçar seu apoio à causa da doação, porque além da solidariedade, ela tem outro forte motivo: atua na Agência Transfusional do Hospital Jean Bitar, e sabe muito bem da importância da doação de sangue para salvar vidas. “No hospital, temos o compromisso de atender aos usuários com qualidade, segurança e agilidade. Mas a doação de sangue depende das pessoas. Devemos abraçar essa causa e salvar vidas”.

E uma das pessoas que já abraçou essa causa é o bancário Robson Pereira da Silva, 37, que doa sangue há mais de 14 anos. Sua última doação foi em Santarém, no oeste paraense. Neste domingo, ao passear pela Praça da República, não perdeu a oportunidade de retomar esse gesto solidário e fez sua doação na Unidade Móvel da Fundação Hemopa. “Tem muitas pessoas que precisam da gente e, se temos como ajudar, cada um tem que fazer a sua parte, porque ajudar o próximo é que dá sentido à vida e para uma sociedade mais feliz e harmoniosa”, ressaltou.

A caminhada saiu da frente da Fundação Hemopa, pela Avenida Serzedelo Corrêa, às 7h, e seguiu até a Praça da República, puxada por um trio elétrico e ao som dançante da banda Marmenino. Presente no evento, a presidente do Hemopa, Ana Suely Saraiva, não escondia a motivação com a participação de centenas de pessoas, entre servidores, doadores, familiares, amigos e a comunidade em geral.

“É um dia de emoções renovadas. Sinto-me contagiada pela felicidade de parabenizar e enaltecer cada doador que faz parte do dia a dia da Fundação Hemopa, ajudando-nos voluntariamente a fazer o bem sem olhar a quem. Nossos agradecimentos ao gesto solidário, pela atitude cidadã de vocês, tenham a certeza que milhares de histórias foram reescritas pela solidariedade que corre em suas veias”, destacou, estendendo os agradecimentos ao apoio do Governo do Estado no desenvolvimento das ações e descentralização da coleta de sangue junto à população.

Ao participar da caminhada, Brenda Pimenta, 24, parabenizou a organização do evento e estimulou o ato da doação de sangue. “Esse ato de amor ajuda o próximo e salva vidas”. Na mesma sintonia estava Rosilene Assunção da Silva, que doa sangue desde 1997. Sua primeira doação foi a pedido de seu sobrinho. Desde então, não parou mais de salvar vidas, anonimamente. “Continuei a doar porque me senti bem. Faz bem ajudar a quem precisa”, frisou, ao destacar que não estava sozinha na caminhada. Ela levou seu grupo de colegas da academia, o mesmo que, em outubro deste ano, doou sangue na sede do Hemopa. Juntas na prática do esporte e na solidariedade.

Segundo a gerente de Captação de Doadores, a assistente social Juciara Farias, a meta da campanha, até o dia 1º de dezembro, quando encerra a ação estratégica, é de 250 coletas/dia. “Convidamos a população potencialmente doadora a participar dessa comemoração à vida, à esperança de milhares de pessoas que dependem desse gesto solidário para seguir seu plano de vida e de realizações”, observou, informando que a  campanha vai reforçar o estoque de sangue para atendimento das solicitações transfusionais em dezembro, quando normalmente há redução no comparecimento de doadores em função das férias escolares e festas de final de ano.

Programação

Nesta segunda-feira, 26, o Hemopa homenageará 115 servidores doadores de sangue com entrega de “Certificado Solidariedade”. No mesmo dia será realizada a campanha “Instituição Cidadã - Todos doando sangue” e Caravanas Solidárias, na sede do Hemopa, de 8h às 18h, e nas Unidades de Coleta Castanheira e Pátio Belém, de 10h às 17h. No dia 27, será realizado workshop “Capacitação em Hemoterapia” para profissionais da área da saúde, no auditório do hemocentro, de 8h às 12h.

Para ser um candidato à doação de sangue, é necessário ter entre 16 e 69 anos (menores devem estar acompanhados do responsável legal), ter mais de 50 kg, estar bem de saúde e portar documento de identificação oficial, original e com foto. Homens podem doar com intervalo de dois meses e mulheres, a cada três meses.

Na Região Metropolitana de Belém, as doações de sangue podem ser feitas de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados, de 7h30 às 17h, tanto no Hemocentro Coordenador (Padre Eutíquio, 2109) quanto na Estação de Coleta Castanheira (acesso pelo Pórtico Metrópole). De segunda a sexta-feira, de 10h às 17h, na Estação de Coleta Pátio Belém, no primeiro piso do Shopping Pátio Belém, dentro da Estação Cidadania. Toda última semana do mês, o Hemopa também está na Estação Cidadania Icoaraci (Lopo de Castro, 78. Mais informações: 0800 280 8118.