Com alimentos e mais autonomia, famílias vulneráveis vivenciam a harmonia do Natal

Só neste ano, o governo do Estado entregou 710 equipamentos, incluindo cadeiras de rodas e cadeiras de banho, além de cestas de alimentos

24/12/2021 17h44 - Atualizada em 24/12/2021 19h32

Ao longo de 2021, o Governo do Pará priorizou investimentos destinados a amenizar demandas de milhares de famílias em todas as regiões, principalmente as mais vulneráveis econômica e socialmente, que sofrem os maiores impactos da pandemia de Covid-19 e da alta inflacionária. Cestas de alimentos, cadeiras de rodas e outros equipamentos essenciais para muitas pessoas são entregues em ações de cidadania e solidariedade, a fim de reduzir carências e oferecer um Natal com mais harmonia.

A Coordenação da Pessoa com Deficiência (Ceped), por meio do Programa “Cidadania por todo o Pará'”, entregou neste ano 710 equipamentos, incluindo cadeiras de rodas, cadeiras de banho, banheiras e carrinhos, dos quais 200 só em dezembro.Mais de 700 equipamentos foram entregues este ano, facilitando principalmente a locomoção de centenas de pessoas

“Um final de ano feliz com presente em dobro”, declarou Clara Fonseca, 59 anos, após receber duas cadeiras de rodas, sendo uma específica para banho. Moradora do bairro da Terra Firme, um dos sete na Região Metropolitana de Belém atendidos pelo Programa Territórios pela Paz (TerPaz), Clara tem dificuldade de locomoção. Ela lamentou não ter recebido as cadeiras diretamente das mãos do governador Helder Barbalho e da primeira-dama, Daniela Barbalho, em ato administrativo há 15 dias. “Eu queria muito ter ido, mas pedi para meu amigo me representar. Quanto ele chegou e trouxe as duas, não acreditei. Sei que são caras, pois minhas irmãs e eu estávamos tentando comprar antes de eu me inscrever para receber. É uma alegria redobrada”, afirmou.Os equipamentos são entregues durante ações de cidadania e assistência

Autonomia - Clara Fonseca disse que, depois de um AVC, passou a ter dificuldade de locomoção. Sem o meio de transporte, ela dependia daqueles disponibilizados nos locais públicos, como consultórios médicos e supermercados. “Sempre era um sufoco. Às vezes, emperrava, ou então não tinha. Por isso, eu só saía quando era muito necessário. Conto com meu amigo que fez tudo para eu receber esse par. Ele me inscreveu, foi ao médico pegar o laudo e trouxe os presentes para mim”, contou.A primeira-dama Daniela Barbalho coordena as ações

Além dos equipamentos, outras famílias estão recebendo doações para que possam passar mais tranquilas as festas de final de ano. Serão mais de 3 mil brinquedos e 10 mil cestas de alimentos, que resultam da mobilização coordenada por Daniela Barbalho. “Queremos garantir à sociedade paraense, especialmente às pessoas em situação de vulnerabilidade social e insegurança alimentar, um Natal melhor e mais digno. Essa pandemia afetou muitas pessoas, principalmente as mulheres, mães, autônomas, que perderam sua renda, e esse é um gesto de compaixão com o próximo”, ressaltou o ouvidor-geral do Estado, Arthur Houat, que participa das entregas de alimentos e equipamentos às famílias.Cestas de alimentos chegaram a milhares de famílias vulneráveis, em todas as regiões

Por Dayane Baía (SECOM)