Assistidos pela Emater, agricultores de Santa Bárbara do Pará conseguem recursos do Pronaf

O anúncio aos produtores ocorreu durante a II Feira da Agricultura Familiar e do Artesanato, que reuniu expositores de Santa Bárbara, Benevides e Ilha de Mosqueiro

17/12/2021 19h44 - Atualizada em 17/12/2021 20h27

Dominga Conceição Teles, 62 anos, cria peixe em cativeiro em sua propriedade, denominada Jardim de Nazaré, na comunidade São Bento, em Genipaúba, Distrito de Santa Bárbara do Pará, na Região Metropolitana de Belém. Com o assessoramento do escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), Dominga foi uma das produtoras contempladas com recursos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), durante a II Feira da Agricultura Familiar e do Artesanato, ocorrida nesta sexta-feira (17).A produtora de tambaqui em cativeiro Dominga Teles, em sua propriedade Jardim de Nazaré

"A assistência da Emater é tudo para mim. Além da assessoria para obter esse recurso, que vai me ajudar a comprar ração, pois crio tambaqui e comercializo, em especial pela Semana Santa, para os mercados dos municípios desta região, também tem todo o trabalho de acompanhamento", contou Dominga Teles, que é atendida pela Emater há oito anos.

A agricultora familiar foi beneficiada ainda com as dispensas de outorga de água e de licenciamento ambiental, obtidas na Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) e na Secretaria de Meio Ambiente do Município, por meio do esforço conjunto do engenheiro de Pesca Rogério Lopes Carvalho, e da engenheira Ambiental Camila Salim, ambos da Emater.

Outras cinco famílias foram contempladas com crédito rural Linha B do Pronaf, totalizando R$ 15 mil, para manejo de açaizais e outras atividades produtivas. Também foram entregues oito Declarações de Aptidão ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (DAP/Pronaf), e cinco Cadastros Ambientais Rurais (CARs), documentos que garantem acesso a diversas políticas públicas.O presidente da Emater, Rosival Possidônio, e o prefeito Marcus Colares, com o Termo de Cooperação Técnica assinado

"Nossa instituição é o braço do governo estadual para apoiar o público da agricultura familiar para que acesse as políticas públicas, as quais vêm ao encontro das necessidades dos produtores rurais", afirmou Rosival Possidônio, presidente da Emater.

Cooperação - Foi celebrado ainda o Termo de Cooperação Técnica entre a Emater e Prefeitura de Santa Bárbara visando ao fortalecimento das ações de assistência técnica e extensão rural no município. De acordo com Carlos Roberto Barbosa de Mattos, chefe do escritório local da empresa, são atendidas 340 famílias produtoras.

Dominga Teles com o presidente e equipe técnica da Emater"A Emater tem um grande papel no apoio e acompanhamento dos nossos agricultores, e essa parceria entre Estado e Município é fundamental", destacou o prefeito de Santa Bárbara do Pará, Marcus Colares.

Participaram das entregas o gerente Camilo Salgado, do Banco do Estado do Pará (Banpará) no município, instituição financeira que viabiliza o recebimento dos recursos; o secretário municipal de Agricultura, Celso Mescouto; o supervisor regional da Emater - Ilhas, Cícero Sobrinho, e a supervisora adjunta, Katarine Batista.

Agricultura e artesanato - Treze expositores dos municípios de Santa Bárbara e Benevides, e da Ilha de Mosqueiro, distrito de Belém, comercializaram produtos hortifrutigranjeiros e artesanais diretamente ao consumidor, na feira promovida pelo escritório local de Santa Bárbara.Feira de produtos da agricultura familiar e peças em artesanato

De Benevides, a artesã Márcia Soares de Oliveira trouxe para a Feira, entre outros itens, barras de sabão, feitas com óleo utilizado na cozinha. O trabalho de reaproveitamento e reciclagem começou em 2015, com a Rede Solidária Recomsolo. "Estamos comercializando, neste espaço, com apoio da Emater, barras deste sabão com valores entre R$ 2,00 e R$ 10,00, dependendo do tamanho. Também vamos contar com a ajuda da Emater para obter a matéria-prima, que é o óleo de cozinha", informou a artesã.

Texto: Paula Portilho - Ascom/Emater

Por Governo do Pará (SECOM)