Parque do Utinga promove mais uma edição da Feira Biodiversidade

11/12/2021 17h48 - Atualizada em 11/12/2021 19h59

Quem foi ao Parque Estadual do Utinga “Camillo Vianna”, em Belém, na manhã deste sábado (4), teve a oportunidade de adquirir produtos orgânicos em mais uma edição da Feira da Biodiversidade, realizada no Centro de Acolhimento do Parque de 7h às 13h. Participam da feira pequenos agricultores familiares  da Região Metropolitana de Belém (RMB) atendidos pelo Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (IDEFLOR-Bio).

A feira ocorre desde 2016, com duas edições mensais, sendo realizada sempre no primeiro e no terceiro sábado de cada mês. Excepcionalmente neste mês de dezembro serão quatro edições, a primeira ocorreu no dia (4/12), a segunda hoje (11/12) e nos dias 18 e 19 de dezembro para completar as quatro. O evento, organizado pela Gerência da Região Administrativa de Belém (GRB/IDEFLOR-bio), promove a alimentação saudável e o fomento aos pequenos produtores

Os visitantes do Parque além de contar com um espaço para prática esportiva junto a natureza , têm também a oportunidade de adquirir produtos livres de agrotóxicos. As hortaliças são cultivadas com base em práticas sustentáveis e técnicas artesanais de produção. Dentre os produtos oferecidos na feira estão hortaliças, frutas, mel, copaíba, andiroba, diversos tipos de pimentas, cachaça regional, artesanatos com tema natalino, biojóias fabricadas a partir de sementes, miçangas, cerâmicas e outros itens.

O gerente da Região Administrativa de Belém (GRB/IDEFLOR-Bio), Ivan Santos destaca que o  acesso ao Parque só é liberado aos visitantes mediante apresentação da carteira de vacinação comprovando as duas doses ou dose única da vacina contra a Covid-19, junto a documento de identificação com foto. 

A medida está de acordo com o Decreto nº 2.044, que institui a Política Estadual de Incentivo à Vacinação contra o coronavírus. “Nossos servidores estão orientados a cobrar a apresentação da carteira de vacinação. "A exigência  se faz necessária para conter  a disseminação da Covid-19, além de incentivar à vacinação. Precisamos voltar a viver sem medo , para isso é importante que todos estejam vacinados", destacou Ivan Santos.

A professora  Eneide Sales contou que caminha no local quase todos os dias pela manhã e que a Feira da Biodiversidade Familiar é uma boa oportunidade de aliar os exercícios físicos e o consumo de alimentos  orgânicos , além de fomentar a renda desses agricultores alimentação saudável. "Hoje comprei verduras e várias frutas, que irei consumir no decorrer da semana, tudo produzido sem agrotóxicos”.

O IDEFLOR-Bio ressalta que medidas preventivas contra a Covid-19, com uso de máscara, álcool em gel e evitar aglomerações são imprescindíveis para evitar a disseminação do coronavírus.

Por Aldirene Gama (IDEFLOR-BIO)