Seduc realiza palestra formativa sobre Novo Ensino Médio para profissionais em Santarém

O evento aborda questões como lotação dos professores, carga horária, avaliação dos alunos, e o processo de matrícula dos novos estudantes

06/12/2021 14h23 - Atualizada em 06/12/2021 15h07

Profissionais da Educação atentos à palestra sobre a implantação do Novo Ensino Médio, em Santarém, no oeste do estado A Secretaria de Estado de Educação (Seduc), por meio da 5ª Unidade Regional de Ensino (URE), promove uma palestra formativa, nesta segunda-feira (06), em Santarém, município do sudoeste do estado, sobre a implantação do Novo Ensino Médio a partir de 2022. O evento iniciado hoje seguirá até amanhã (7), para as escolas da 5ª URE; na quinta-feira (9) e na sexta-feira (10), para as escolas das UREs 6, 7 e 12.

O objetivo da palestra formativa é o de esclarecer como se dará a implantação no novo Ensino Médio, lotação dos professores, carga horária, avaliação dos alunos, e o processo de matrícula dos novos estudantes.

De acordo com a coordenadora da Pro Base Nacional Comum Curricular (BNCC), Madalena Pantoja, em um primeiro momento, a implantação abrangerá todas as turmas de primeira série do ensino médio a partir de 2022, “em 2023, iremos começar a segunda série, e em 2024, a terceira”, completou ela.

A Seduc, através da Coordenação do Ensino Médio (COEM), fez um levantamento da rede com os professores sendo lotados e de quantos serão necessários para essa implementação, inclusive esse cálculo já abrange até 2024. Segundo a coordenadora do Pro BNCC, nenhum estado do País já realizou a implementação do novo ensino médio. No momento, o que se tem são as escolas piloto.

“As escolas piloto foi o ensaio que o Ministério da Educação (MEC) fez antes para rodarmos o processo e experienciar como seria. No entanto com a pandemia a maioria dos estados não conseguiram rodar esse processo semelhante ao novo ensino médio para que pudéssemos ter essa experiência nesses espaços”, explicou a coordenadora.

A especialista em Educação, lotada na quinta Unidade Regional de Ensino, Marluce Santos, comenta sobre a importância desse momento para todos os profissionais da educação, “esse momento estava sendo muito esperado por todos os professores de todas as áreas de conhecimento e modalidades de ensino. Eles precisam saber o que vai acontecer a partir do ano que vem não só no estado, mas em todo o Brasil”, ponderou.

Para a professora da Escola Estadual de Ensino Médio Eduardo Angelim, que fica localizada no município de Aveiro, Naraci Marques, a perspectiva em relação à palestra é de conhecer melhor a implementação do novo ensino médio, que é lei, “nós como professores que vamos fazer a ação acontecer, temos que estar bem informados, capacitados e com conhecimento a altura para desenvolver isso na prática com os alunos”, disse.

O professor da educação básica, Iato Araújo, ressalta a importância desse encontro que culminou sobre o melhor entendimento do documento orientador que compõem o novo ensino médio, “conhecer melhor esse documento orientador que está em processo de inovação é essencial para que possa trazer justamente mais compressões a respeito da organização e trazer melhorias para as atividades educativas desenvolvidas no âmbito escolar”, finalizou.

*Texto de Rodrigo Moraes com supervisão de Evaldo Júnior

Por Evaldo Júnior (SEDUC)