Usina da Paz Icuí-Guajará, em Ananindeua, oferta curso de costura industrial 

30/11/2021 16h07 - Atualizada em 30/11/2021 17h00

A aposentada Maria Odete dos Santos, 69 anos, não esconde a alegria em poder realizar esse sonho. Moradora do bairro do Icuí-Guajará, há 13 anos, ela é uma das participantes do curso de costura industrial, que está sendo ofertado na Usina da Paz Icuí-Guajará, em Ananindeua.

‘’Eu estou achando esse curso maravilhoso, ele está nos incentivando a empreender, eu sempre tive um sonho de fazer um curso de costura, só que não tinha tempo e nem condições financeiras, mas agora posso, porque é de graça, esse complexo é maravilhoso’’, disse a participante.

Maria OdeteA ação é realizada pela Associação Polo Produtivo Pará – Fábrica Esperança e terá carga horária de 100 horas. O professor do módulo social, Noberto Felix, falou das etapas do curso.

“Aqui os alunos vão aprender diversos tipos de cortes, pontos, utilizando vários tipos de máquinas e equipamentos. O curso será dividido em dois módulos, o primeiro será de 20 horas, que é o módulo social, composto de 5 palestras com os temas: empreendedorismo, valores humanos, ética, cidadania e motivação. Já as 80h serão realizadas no módulo específico, onde eles vão aprender a parte prática’’, afirmou o professor. 

De acordo com a coordenadora do curso de corte e costura da Fábrica Esperança, Valéria Santos, esse curso tem como objetivo capacitar e preparar os alunos para que eles possam empreender na área de corte e costura industrial. Ela também destacou que não é necessário ter experiência no ramo para participar do curso.

Valéria Santos, coordenadora do curso‘’Durante as aulas, os alunos vão trabalhar tanto a parte teórica como prática, também durante as aulas estamos planejando fazer aventais que serão usados por participantes do curso de gastronomia aqui da Usina da Paz. Qualquer pessoa pode participar, mesmo que nunca tenha tido contato com corte e costura, o único critério é ter 18 anos ou mais’’, concluiu a coordenadora.  

Karolayne de Almeida, 22 anos, atualmente trabalha como auxiliar de loja, mas sonha em ter o seu próprio negócio. "Esse curso é muito bom, porque está nos dando uma oportunidade de aprender algo novo, eu nunca tive contato com o ramo de corte e costura, estou gostando, e com o que estou aprendendo, eu pretendo abrir o meu próprio negócio’’, afirmou a participante. 

Karolyne de AlmeidaO gerente geral da Usina da Paz Icuí-Guajará, Alex Melul, destacou a importância deste curso. ‘’Aqui na Usina da Paz, atendemos todos os públicos, ou seja, crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos, e hoje iniciamos mais uma atividade, que tem como o intuito de estimular a qualificação profissional, que foi o curso de costura industrial, que estimula o empreendedorismo e capacita os moradores do município de Ananindeua", ressaltou Alex. 

Usina da Paz

É um complexo comunitário integrado ao programa Territórios Pela Paz (TerPaz) e promove diversas atividades voltadas para o público em geral. São ofertados mais de 80 serviços gratuitos, disponibilizados pelos órgãos e entidades parceiras do Estado, como espaços para atividades esportivas; salas de audiovisual e inclusão digital; atendimento médico e odontológico; consultoria jurídica; emissão de documentos; ações de segurança; capacitação técnica e profissionalizante; espaço multiuso para feiras, eventos e encontros da comunidade.

Também há espaços para cursos livres e de dança, teatro, robótica, artes marciais, musicalização e biblioteca. Além disso, é disponibilizado pela Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Pará (Prodepa) sinal de wi-fi gratuito para os moradores que vivem próximo à Usina da Paz.

O complexo funciona de terça-feira a sexta-feira, das 8h às 22h, aos sábados e domingos, das 8h às 18h.

Por Elizabeth Teixeira (SEAC)