Atletas da Usina da Paz Icuí-Guajará, em Ananindeua, recebem bolsa de estudo de uma instituição privada

25/11/2021 16h20 - Atualizada em 25/11/2021 18h21

Realização de um sonho. Foi assim que a estudante Caroline dos Santos, 15 anos, definiu essa oportunidade que está tendo em jogar futsal profissionalmente. Ela cursa o 1° ano do ensino médio e foi uma das alunas da escolinha de futsal da Usina da Paz Icuí-Guajará, em Ananindeua, escolhidas para fazer parte do time da Escola Superior Madre Celeste (Esmac).

"Quando eu tinha 10 anos via o meu primo jogar futebol e comecei a gostar. Desde então, virou a minha paixão. Eu sonho em ser jogadora profissional. A Usina da Paz me deu essa oportunidade de buscar esse sonho e estou muito feliz por essa oportunidade", disse a estudante.

A dona de casa, Floracisdes Bernardes, 57 anos, é mãe de Caroline, e não esconde o orgulho e a alegria em ver a filha dando os primeiros passos para realizar esse sonho. "Eu estou muito feliz pela minha filha e agradeço pela oportunidade que ela está tendo. Quando matriculei ela aqui na Usina da Paz, nunca imaginava que aqui seria a porta de entrada para que ela iniciasse a sua trajetória, esse complexo é maravilhoso e está ajudando muito a todos do município de Ananindeua", concluiu a dona de casa.

Da arquibancada os pais e os irmãos de Daniele Silva, 16 anos, outra atleta selecionada para jogar no time da Esmac, acompanhavam o treino da adolescente. Segundo a estudante do 8° ano, um dos seus maiores sonhos é ser jogadora de futebol.  "Eu jogo futebol desde de criança, agora quero realizar esse sonho de ser jogadora profissional e poder melhorar a vida da minha família. Eu estou muito feliz por essa oportunidade", disse a atleta. 

Ricardo Almeida é pai de Daniela. Ele trabalha como pedreiro e ressaltou a importância desse complexo para a comunidade. "Eu matriculei a Daniela e os meus outros dois filhos para fazerem aulas de futsal e não imaginava que ela teria essa oportunidade. Esse complexo veio em boa hora porque está ajudando muitos pais que não tem condições financeiras para matricular os filhos em atividades esportivas pagas, como eu", ressaltou ele.  

ALEXA ação é promovida pela Secretaria Estado de Esporte e Lazer (Seel). O professor das práticas esportivas de quadra da Seel, Jair Aquino, não esconde a alegria em fazer parte da conquista dessas jovens.

Jair Aquino"É muito bom e gratificante ver as nossas alunas aqui do projeto podendo ter essa oportunidade e isso o esporte pode proporcionar. Aqui nós também trabalhamos na parte do esporte a questão dos valores, da socialização, da cooperação e saber que elas vão ter essa oportunidade nos deixa muito felizes. Hoje nós estamos tendo a oportunidade de jogar contra as atletas da Esmac, que é um time referência no futebol feminino no Estado e estamos fazendo essa parceria junto com eles", disse o professor.

Além de conseguirem uma vaga no time, as alunas que vão começar a jogar em janeiro do ano que vem, também ganharam bolsas de estudo. O sargento da Polícia Militar, Mercy Nunes, trabalha na Usina da Paz como educador físico e é o técnico da equipe de futebol feminino da Esmac.  

"Me sinto muito feliz em poder fazer parte desse projeto grandioso do governo do Estado, aqui como educador, também sou um olheiro do futebol feminino e foi uma grata surpresa. Já que aqui dentro da Usina da Paz descobrimos dois talentos, que são meninas que tem futuro, muita qualidade e um potencial muito forte para o futsal feminino. Nós vamos agraciá-las levando para o projeto da faculdade Esmac, onde terão bolsa de estudos integrais e elas vão ter essa oportunidade de ingressar nessa equipe que é a hexa campeã estadual de futebol e quem sabe futuramente elas possam jogar em uma grande equipe do nosso país", concluiu Mercy. 

O Gerente geral da UsiPaz Icuí-Guajará, Alex Melul, ressaltou a importância desse trabalho que vem sendo realizado.‘’Nós estamos muito felizes, que com um pouco mais de um mês de funcionamento da Usina, desse grande projeto social, já descobrimos dois grandes talentos, que vão ingressar nessa instituição que é referência do futebol feminino do Estado do Pará. A Usina da Paz é uma grande ferramenta de oportunidades e é isso que estamos fazendo. Oportunizando o crescimento desses jovens e adolescentes’’, afirmou ele.

Usina da Paz

É um complexo comunitário integrado ao programa Territórios Pela Paz (TerPaz) e promove diversas atividades voltadas para o público em geral. São ofertados mais de 80 serviços gratuitos, disponibilizados pelos órgãos e entidades parceiras do Estado, como espaços para atividades esportivas; salas de audiovisual e inclusão digital; atendimento médico e odontológico; consultoria jurídica; emissão de documentos; ações de segurança; capacitação técnica e profissionalizante; espaço multiuso para feiras, eventos e encontros da comunidade.

Também há espaços para cursos livres e de dança, teatro, robótica, artes marciais, musicalização e biblioteca. Além disso, é disponibilizado pela Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Pará (Prodepa) sinal de wi-fi gratuito para os moradores que vivem próximo à Usina da Paz. O complexo funciona de terça-feira a sexta-feira, das 8h às 22h, aos sábados e domingos, das 8h às 18h.

Por Elizabeth Teixeira (SEAC)