Semear prorroga validade dos certificados de enquadramento para captação de recursos

Por causa da pandemia, o prazo para procura de recursos da Lei de Incentivo foi estendido até o final deste ano de 2021

25/11/2021 12h12 - Atualizada em 25/11/2021 15h16

Por conta da pandemia, a Semear prorrogou a validade dos certificados de enquadramento para os produtores e artistas que foram aprovados no edital de 2020. Agora, os contemplados pela lei de incentivo podem captar recursos até o fim deste ano.

Normalmente, após a aprovação dos projetos, os certificados têm validade de 1 ano. Porém, devido à crise do coronavírus, os artistas selecionados do edital de 2020 foram prejudicados - já que o certificado tem o objetivo de viabilizar a busca por captação de recursos. A prorrogação vale até 31 de dezembro de 2021.

O secretário executivo do Programa Semear, Ulysses Cabette Nooblath, acredita que a decisão de ampliação do prazo pode ajudar a mitigar as dificuldades encontradas pelos artistas em função do tempo perdido. “A gente teve essa sensibilidade de ter visto que as pessoas que foram aprovadas em 2020 foram amplamente prejudicadas por conta da pandemia; e estamos pedindo essas prorrogações para dar chance para que esses projetos de 2020 possam ser aprovados e patrocinados em 2021 e 2022”, explica.

Essa é a segunda vez que o fim do prazo é adiado. Na primeira vez, a o prolongamento de 90 dias levou a data final de validade ao dia 9 de outubro. Em seguida, o prazo foi alargado por mais 90 dias, totalizando assim 180 dias de prorrogação para a captação de recursos para os projetos serem viabilizados. A ampliação vale apenas para os certificados de enquadramento emitidos no período de 09 de julho a 06 de agosto de 2020.

Por Governo do Pará (SECOM)