Presidência da Ceasa faz visita oficial ao mercado do Ver-o-Peso, em Belém

Espaço é um dos principais locais de comercialização de alimentos consumidos na Grande Belém, e a Ceasa é um dos maiores fornecedores de todas as feiras e mercados da região metropolitana

25/10/2021 10h25 - Atualizada em 25/10/2021 11h53

Em visita oficial ocorrida no último sábado (23), o presidente das Centrais de Abastecimento do Pará (Ceasa), José Scaff Filho, percorreu o mercado do Ver-o-Peso com a finalidade de ver a situação atual do fluxo dos hortifrútis adquiridos na Ceasa. O ‘Veropa’, como é popularmente conhecido, é um dos principais locais de comercialização de alimentos consumidos na grande Belém e a Ceasa é um dos maiores fornecedores de todas as feiras e mercados da região metropolitana.  

O feirante Wilson, ou Seu Mongol, como é chamado carinhosamente, vai todas segundas e quintas-feiras até as Centrais de Abastecimento fazer suas compras para revender no mercado mais famoso de Belém. “Eu compro de tudo quando se fala de hortifrutigranjeiros: banana, abacate, mamão, acerola, uva, entre outros produtos variados”, conta ele.

O presidente da Ceasa e a equipe técnica foram recepcionados pelo Seu Didi, do Instituto Ver-o-Peso. “Eu tenho 45 anos de Ver-o-Peso, e há 45 anos ele não recebe um presidente das Centrais em visita oficial. É uma grande satisfação para todos nós, e que possamos ter o Instituto Ver-o-Peso e a Ceasa trabalhando juntos em projetos em comum”, ressaltou Didi.

O Complexo Ceasa é um espaço de distribuição de hortifrutigranjeiros necessários à alimentação humana. A Ceasa funciona de 22h até as 09h. Os permissionários e o Mercado do Livre Produtor Rural (MLP I, II) garantem nas ‘pedras’ uma variedade de cores e sabores, tudo sem a necessidade de agrotóxicos e estimulantes de produção, garantindo menos impacto ambiental.

Scaff Filho enfatiza que por ser a Ceasa um dos maiores fornecedores das feiras e mercados da Região Metropolitana é importante se conhecer a realidade destes espaços. “É fundamental para a boa gestão da Ceasa, pois assim, conseguimos ter uma visão de toda cadeia que o alimento deve seguir até chegar na mesa da nossa população”, observa. Ao final da visita, o presidente da Central partilhou de um hábito comum aos frequentadores do mercado: o almoço com peixe frito e açaí.

Por Bernadete Barroso (CEASA)