Parauapebas lança, com a Ioepa, o primeiro diário oficial eletrônico municipal do Estado

Presidente da Imprensa Oficial, Jorge Panzera destacou a importância do avanço tecnológico para assegurar transparência e economia para o município

16/10/2021 13h38 - Atualizada em 16/10/2021 19h36

O Diário Oficial Eletrônico do Município de Parauapebas, o E-Domp, faz parte do serviço oferecido pelo Estado às prefeituras do ParáLançado nesta sexta-feira (15), às 9 h, em cerimônia no auditório da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, com a presença do presidente da Imprensa Oficial do Estado do Pará (Ioepa), Jorge Panzera; do prefeito de Parauapebas, Darci Lermen; e outras autoridades, o Diário Oficial Eletrônico do Município de Parauapebas (E-Domp) veio a público pela primeira vez.

O E-Domp é resultado de uma parceria entre a Prefeitura de Parauapebas e a Ioepa, com o uso do E-Diário, um sistema criado pela autarquia, voltado para o Estado do Pará e que foi modelado para ser oferecido como um serviço para prefeituras lançarem ou transformar seus diários oficiais impressos para o formato 100% digital. O E-Diário é o mesmo sistema adotado para colocar no ar o Diário Oficial do Estado (DOE).

MODERNIZAÇÃO

O presidente da Ioepa, Jorge Panzera, participou do lançamento oficial do diário Oficial Eletrônico de Parauapebas e disse que a publicação é um marco na modernização da comunicação institucional do município do sudeste do Pará. “Trata-se de um avanço tecnológico e um pioneirismo na gestão de Parauapebas, que tem a primeira prefeitura a usar o E-Diário. Todo o sistema, o ambiente, o treinamento de pessoal, a disponibilização e a infraestrutura tecnológica são executados pela Ioepa”, informou Panzera.

O presidente da Imprensa Oficial acrescentou: “A criação do E-Domp é mais um ganho para a transparência das ações do governo municipal e para a modernização da máquina pública”. Ele fez questão de destacar o trabalho da Diretoria de Documentação e Tecnologia da Ioepa, coordenada por Helena Nahum, que criou o E-Diário e esteve à frente de todo o processo de instalação, treinamento e comercialização do sistema para a administração de Parauapebas.

Segundo Jorge Panzera, o E-Domp é o primeiro Diário Oficial 100% digital, produzido por técnicos da Imprensa Oficial do Estado. "Com este lançamento, a Ioepa presta um serviço fundamental para a transparência das ações da Prefeitura de Parauapebas, e a população é quem ganha um diário completamente moderno e 100% digital, com tecnologia produzida por nossos técnicos. Com isso, a Ioepa abre uma nova possibilidade de produzir diários nos municípios e para outros órgãos também”, informou o titular da Ioepa.

Reconhecimento - "Em comunicado interno, a diretora de Documentação e Tecnologia da Ioepa, Helena Nahum, parabenizou os técnicos da Ioepa que deram apoio à implantação do e-Domp. "Quero em nome das gerência do Núcleo de Tecnologia de Informações e do DOE parabenizar a todos os servidores e colaboradores desta DDT, que contribuíram de forma direta e indireta no projeto de implantação do primeiro Diário Oficial em um município paraense", disse ela.

Nanhum também agradeceu ao empenho, dedicação e espírito de equipe. "É dessa forma que escrevemos mais uma página na história dos 130 anos do Diário Oficial do Estado, assim como, no da Imprensa Oficial do Estado. Mais um dia abençoado de trabalho".

BENEFÍCIOS

A analista de sistemas Eliene Paixão, da Coordenação do E-Domp, explicou que dentre os benefícios de se ter o próprio Diário Oficial está a redução de gastos com publicações e impressões. Segundo Paixão, além da economia, o E-Domp permitirá a atualização diária de informações, atas, editais, leis, chamamentos públicos, decretos, portarias e outras informações de interesse da população e dos servidores, com acesso rápido e gratuito.

“Existe hoje na administração pública uma forte necessidade de aliar tecnologia, agilidade e economia”, observou Eliene Paixão, para frisar que o E-Domp também oferece mais segurança jurídica ao governo municipal. Isso porque garante que a prefeitura oficialize todos os atos que quiser, podendo comprovar as medidas oficiais que adotou, evitando problemas futuros com o Ministério Público e a Justiça.

“Além disso, proporciona mais transparência ao governo municipal, como estabelece a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e a Lei de Acesso à Informação”, acrescentou.

*Texto da Ascom Ioepa, com informações da Ascom da Prefeitura de Parauapebas

Por Governo do Pará (SECOM)