Adepará interdita fábrica clandestina de carne salgada, em Castanhal

Ação faz parte da fiscalização realizada pelo GATTO, grupo criado para combater o abate clandestino, atividade considerada crime contra as relações de consumo

21/09/2021 18h18 - Atualizada em 21/09/2021 18h46

Na manhã desta terça-feira (21), a Agência de Defesa e Agropecuária do Pará (Adepará), por meio do Grupo Agropecuário Técnico, Tático e Operacional (Gatto), interditou uma fábrica clandestina de carne salgada que funcionava em uma área urbana no município de Castanhal.

O estabelecimento irregular funcionava em péssimas condições de higiene, além de comercializar produtos sem registro no Serviço de Inspeção Oficial, que avalia a qualidade na produção de alimentos de origem animal e que atendam aos requisitos de qualidade para o consumo.

A médica veterinária e fiscal Estadual Agropecuária, Rita do Socorro Brito Corôa, enfatiza que a Agência segue em continuidade com suas ações de combate. “Estamos sempre comprometidos com esclarecimentos sobre a segurança alimentar, bem como a importância de envolver os consumidores quanto às informações necessárias para coibir estabelecimentos clandestinos”, disse Rita.

Toda a ação do Gatto ocorreu com o apoio do 55º Batalhão da Polícia Militar, que na ocasião, apreendeu e destruiu cerca de 130 kg de carne salgada e kits para a produção de feijoada que seriam comercializados.

Serviço: As denúncias de abate e produção clandestina podem ser feitas por meio da Ouvidoria da Adepará, pelos contatos (91) 3210-1101 / 1105 / 1121; (91) 99392-4264, e e-mail: ouvidoria@adepara.pa.gov.br  

Texto: (Lilian Guedes / Ascom Adepará)

Por Governo do Pará (SECOM)