"Forma Pará" recepciona calouros de Jacundá e Itupiranga no sudeste do estado

Programa visa reduzir o déficit de acesso à formação superior, além de mobilizar esforços para aumentar o número de cursos ofertados pelas Instituições no estado

15/09/2021 12h00 - Atualizada em 15/09/2021 13h20

Calouros de Itupiranga“O Forma Pará, antes de qualquer coisa, é um programa que cuida de pessoas. E vocês também serão profissionais que cuidarão de pessoas, individual ou coletivamente. Vocês estão aqui hoje porque é o início de uma jornada que vai ajudar vocês a acreditar. Acreditar que podemos ser uma sociedade melhor”. A afirmação é do coordenador de Projetos de Educação Superior da Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet), Eduardo Miranda, durante a cerimônia de recepção dos 35 alunos do curso de psicologia em Jacundá, que ocorreu no auditório da Associação Comercial e Industrial do município, na noite da última segunda-feira (13).

Os calouros foram aprovados no processo seletivo especial relativo à chamada 2020 do Forma Pará, cuja prova ocorreu em julho deste ano. O programa é executado de maneira inovadora, unindo esforços do governo do estado, IES públicas, prefeituras e organizações sociais. O objetivo é reduzir o déficit de acesso à formação superior, além de mobilizar esforços para aumentar o número de cursos ofertados pelas Instituições no estado.

Cerimônia na cidade de JacundáA oferta de vagas em Jacundá é fruto de uma parceria firmada entre o Forma Pará, por meio da Sectet, a Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa) e a Prefeitura Municipal. A aula magna marcou a abertura de mais uma porta para o ensino superior público e gratuito para o jovem jacundaense, sem a necessidade de deslocamento para cidades vizinhas.

Talita Souza é uma das novas alunas da turma e acredita que o processo seletivo chegou em boa hora. “Meu sentimento hoje é de enorme felicidade e gratidão por fazer parte desse momento, pois eu fui uma aluna que precisou ir para outra cidade cursar uma graduação pública. Agora, tenho a oportunidade de começar uma nova graduação no meu município”, disse a caloura.

Para o prefeito Itonir Tavares, esse foi um momento único. “Para mim, que testemunho a realidade de Jacundá há mais de 30 anos, educação não é um gasto, é um investimento. É uma aposta no futuro da nossa gente, com a capacitação de profissionais que ajudarão a desenvolver cada vez mais nossa cidade”, avaliou o gestor municipal. 

 

Itupiranga

Da mesma opinião compartilha o secretário de educação de Itupiranga, Artur Oliveira, que participou de cerimônia semelhante no final da tarde desta terça-feira (14) durante a aula magna do curso de pedagogia, ofertado no município pelo Forma Pará, por meio da Sectet também em parceria com a Unifesspa e a prefeitura municipal.

Cerimônia oficial em Itupiranga“Este momento é grandioso. Hoje temos um Estado mais fraterno e justo que nos enxergou com políticas sociais, mesmo sendo um município pequeno e distante da capital. Hoje nos sentimos mais iguais porque o governo, por meio do governador Helder Barbalho e do titular da Sectet Carlos Maneschy, chegou até nós”, enfatizou o secretário municipal. 

Artur Oliveira lembrou o paradoxo que os estudantes do município vivem ao terem que fazer um curso superior fora de Itupiranga. “O estudante local vivia entre a necessidade de estudar em outro lugar e a vontade de ficar com a família”, afirmou. O secretário ainda lembrou aos calouros que nem tudo será fácil durante a graduação, mas os incentivou a não desistirem diante das dificuldades que surgirão.

Para a caloura de pedagogia, Lucélia Souza, é um momento de conquista. Ela confessa que o período de pandemia gera muitas dúvidas e indecisões, mas considera importante a chegada de novos cursos para o município. “Quem já fez cursos fora daqui sabe que não é fácil sair para estudar e chegar em casa a uma hora da manhã. O sentimento agora é de gratidão”, comemorou.

 

Forma Pará

Nos três anos de execução, incluindo a chamada de 2021, lançada em junho, o programa Forma Pará já contabiliza a oferta de cerca de 4.000 vagas em cursos de graduação em áreas de licenciatura, bacharelado e tecnológico. Mais de 50 municípios em 11 das 12 regiões de integração do estado já foram alcançados. Para os moradores dessas regiões, o Forma Pará representa uma porta de acesso à qualificação profissional. A cada etapa, são atendidas as demandas de determinado número de municípios com novos cursos em localidades diferentes.

Os dados levantados pela equipe do programa mostram que, além dos municípios que recebem os cursos, outros também são contemplados, pois facilita o acesso ao curso superior de estudantes moram em localidades próximas ou em municípios da mesma região.

Texto: Fernanda Graim (Ascom/Sectet) com informações das Prefeituras de Jacundá e Itupiranga

Por Fernanda Graim (SECTET)