Adepará capacita fiscais e técnicos agrícolas aprovados em processo seletivo

Incluindo todos os setores da área técnica em defesa sanitária animal, a capacitação está sendo ministrada pelos gerentes de cada setor da Agência

14/09/2021 18h10 - Atualizada em 14/09/2021 20h12

Os novos 12 fiscais estaduais agropecuários (médicos veterinários) e 11 técnicos agrícolas (agentes fiscais agropecuários) selecionados no 6° Processo Seletivo Simplificado (PSS) estão sendo capacitados pela Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará), de 13 a 18 de setembro, em Marabá, na região Sudeste. A capacitação, que inclui todos os setores da área técnica em defesa sanitária animal, está sendo ministrada pelos gerentes de cada setor.

“Essa capacitação objetiva qualificar esses profissionais com conhecimentos e procedimentos quanto às principais doenças de importância econômico-sanitárias e de notificação obrigatória, orientação sobre as ações e diretrizes dos diversos programas sanitários e setores técnicos da defesa animal estabelecidos pelo Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento)”, informou a gerente de Epidemiologia, médica veterinária Ana Paula Beckman.A capacitação qualifica os profissionais, que recebem conhecimentos sobre as principais doenças de importância econômico-sanitárias e de notificação obrigatória

Qualidade - A capacitação dos veterinários e técnicos agrícolas do Serviço Veterinário Estadual (SVE) é condição fundamental para o cumprimento das metas da defesa sanitária animal do Pará. É um dos requisitos para manter o Pará livre de doenças infectocontagiosas, e assim proporcionar ao produtor rural um serviço de confiança e qualidade.

Na segunda-feira (13) e nesta terça-feira (14), os novos servidores foram capacitados pela Gerência de Epidemiologia para uso do Sistema Brasileiro de Vigilância e Emergências Veterinárias (e-Sisbravet), do Ministério da Agricultura. Apresentação sobre as atividades da Gerência de Epidemiologia; Conceitos sobre vigilância epidemiológica; Caso suspeito, provável e descartado, e Principais doenças de notificação obrigatória, foram alguns dos temas tratados nos dois dias.Fiscal estadual agropecuária Renata Sales Sousa

Registro - O e-Sisbravet é a ferramenta eletrônica específica para gestão dos dados obtidos na vigilância ativa e passiva em saúde animal, desenvolvida para o registro e acompanhamento das notificações imediatas de suspeitas de doenças e das investigações realizadas pelo Serviço Veterinário Oficial (SVO). 

Assim, os novos servidores também aprenderam sobre as funcionalidades do sistema e-Sisbravet e o registro de notificação no sistema, com prática on-line, nos dias 13 e 14. “Os benefícios da capacitação vão além do aumento da produtividade e da qualidade do trabalho. Trata-se de uma ferramenta essencial para garantir o engajamento e motivação dos servidores, promovendo e fortalecendo a execução das metas propostas pela Agência”, avaliou Ana Paula Beckman.

A ação, coordenada pela Gerência de Defesa Animal e Gerência de Educação Sanitária, está sendo realizada no Laboratório de Informática da Faculdade Pitágoras - Campus Marabá. A capacitação contempla novos médicos veterinários de 12 municípios: Almeirim, Anapu, Aurora do Pará, Bom Jesus do Tocantins, Chaves, Conceição do Araguaia, Ipixuna do Pará, Goianésia do Pará, Monte Alegre, Piçarra, Tailândia e Tomé-Açu.

Servidores de 12 municípios participam da capacitaçãoPara a nova fiscal estadual agropecuária Renata Sales Sousa, lotada no município de Tailândia, a capacitação é importante porque vai direcioná-la no trabalho de campo. “Está sendo uma capacitação muito produtiva, pois na graduação não aprendemos essa parte de fiscalização. É fundamental que sejamos orientados a saber como proceder. Estou muito feliz com essa oportunidade, e espero poder contribuir muito para Tailândia, um município muito importante para o agronegócio do nosso Estado”, disse Renata Sousa.

Por Manuela Viana (ADEPARÁ)