Governo contabiliza 7 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 distribuídas no Pará

A vacinação de crianças e adolescentes, com idades entre 12 e 17 anos, começou na última segunda-feira (23), no estado

26/08/2021 12h50 - Atualizada em 26/08/2021 13h17

Como marca do avanço do Pará no combate à Covid-19, nesta semana, o Governo do Estado registrou 7 milhões de doses distribuídas para jovens e adultos serem vacinados contra a doença. A força-tarefa estadual efetiva de logística faz a entrega das doses para os 144 municípios paraenses via terrestre, aérea e fluvial. 

O titular da Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa), Rômulo Rodovalho, afirma que o número é resultado da atuação integrada com a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup). "Superar a marca de 7 milhões de doses distribuídas, possibilitando o avanço da vacinação contra Covid-19 para o público adolescente é resultado da atuação que a Sespa, em articulação com a Segup, adota desde o início da campanha: distribuir as doses recebidas por todos os municípios do Pará da maneira mais ágil possível para que a população paraense, de idosos até crianças, esteja protegida contra a doença", assegura.

Desde segunda-feira (23), crianças e adolescentes, com idades entre 12 e 17 anos, são vacinadas no estado. O ato simbólico realizado no Centro Integrado de Inclusão e Reabilitação (CIIR), em Belém, pelo governador do Estado, Helder Barbalho, no qual 14 jovens e crianças que apresentam deficiências, como baixa visão severa, paralisia cerebral e perda auditiva bilateral, além de comorbidades, foram vacinados, marcou o início da vacinação desta faixa etária.  

A imunização começou pelo grupo de crianças e os adolescentes com deficiência permanente, com comorbidade ou privados de liberdade, conforme a Lei nº 14.124, que trata do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação.

A estudante Isabelle Saavedra, 15 anos, tomou a primeira dose da vacina nesta terça-feira (24). Emocionada, ela acredita que a vacinação irá contribuir para a retomada da vida da população. “Eu estou me sentindo muito feliz, porque eu estava esperando há muito tempo por esse momento e ele finalmente chegou. Ter a chance de tomar a primeira dose da vacina é muito importante para mim, pois significa mais um passo para a ‘vida normal’. Já estou aguardando a segunda dose. Graças ao nosso governador, estamos avançando de forma rápida com a vacinação”, afirma a estudante. 

Além de representar mais um passo rumo à normalidade, o avanço da vacinação contribui não apenas para a saúde coletiva, mas também para a retomada da economia do Pará. Ainda no início da vacinação, o governo anunciou um pacote de medidas econômicas que destinou R$ 500 milhões aos programas sociais Renda Pará, Fundo Esperança e Incentiva +Pará, voltados aos trabalhadores que mais sofreram os impactos financeiros da pandemia. Saiba mais. 

Por Giovanna Abreu (SECOM)