Encerram nesta sexta-feira (20) as inscrições para a segunda fase do Fundo Esperança 

Desta vez, cerca de 15 milhões de reais serão disponibilizados para cooperativas e micro e pequenas empresas do setor de transformação  

19/08/2021 08h56 - Atualizada em 19/08/2021 10h07

As inscrições para a nova fase do Programa Fundo Esperança 2021 ficam abertas até esta sexta-feira (20). Micro e pequenas empresas do setor de transformação e cooperativas de trabalho, transporte e agricultura familiar são as categorias beneficiadas nesta etapa.

Segundo levantamento feito pela Associação Brasileira da Indústria de Panificação e Confeitaria (ABIP), em 2018, no estado do Pará existem mais de 1.200 padarias. O setor é um dos que podem ser beneficiados pelo Fundo Esperança. A proposta do programa é proporcionar uma cota dos recursos, do Fundo - cerca de R$ 15 milhões - a empreendedores das 12 regiões de integração do estado.

Centenas de empreendimentos que foram afetados pela pandemia já receberam o financiamento nesta nova fase. Uma delas é a Laticínio Tucuruí, que emprega mais de 300 pessoas, direta e indiretamente na região sudeste do Estado do Pará. “Para a minha empresa, esse recurso foi a esperança da continuidade dos trabalhos, pois foi por meio desse recurso que eu resolvi algumas pendências da empresa e que me abre caminhos para acesso aos recursos do PRONAMPE, que darão uma alavancada nos negócios”, conta a sócia administrativa Maria Madalena Smielevski Ikuma.

Inscrições

Nesta segunda fase do programa, o limite do valor do financiamento para microempresas é de, até, R$ 10 mil, e de R$ 15 mil para empresas de pequeno porte e cooperativas de trabalho, agricultura familiar e transporte. Para se inscrever, é necessário que o CNPJ das entidades empresariais esteja ativo na Receita Federal. Além disso, as empresas precisam ter sido constituídas até o dia 4 de março de 2021.

De acordo com a coordenadora dos programas econômicos na Sedeme, Raquel Albuquerque, o Governo do Pará busca alavancar o setor produtivo durante essa nova fase de empréstimos. “Nós analisamos como foi distribuído o Fundo Esperança na primeira fase e observamos que o setor da indústria da transformação precisa também deste financiamento, e como é um setor estratégico, nós avaliamos priorizá-lo nesta etapa. As cooperativas, também, são prioridade nesta etapa”, ressalta a técnica da equipe de governo.

Relação de documentos exigidos para microempresa, empresa de pequeno porte e cooperativas, no momento da contratação:
a)      Documento de Identificação da pessoa jurídica (Certificado do CNPJ, Contrato Social, Estatuto Social, Ata de Constituição) de acordo com o porte da empresa;
b)      Comprovante de Domicílio da pessoa jurídica;
c)      Documento de Identidade oficial com foto do(s) sócio(s) representante(s) legal(ais) da pessoa jurídica;
d)      Comprovante de Residência no nome do (s) sócio (s);
e)      Caso não haja comprovante de residência no nome do (s) sócio (s), deverá ser apresentada Declaração de Residência.
Os empreendedores que tiveram suas propostas aprovadas poderão comparecer em qualquer agência do BANPARÁ portando a documentação comprobatória para a contratação do financiamento conforme calendário estabelecido pelo mês de constituição do CNPJ:
 

Em caso de perda de prazo ou inscrição feita após a data de pagamento prevista, os empreendedores têm até o dia 23 de agosto para se dirigir a qualquer agência do Banpará. 

Investimento

De acordo com o Secretário de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), José Fernando Gomes Júnior, o Governo do Pará trabalha para auxiliar os empreendimentos do estado. “O Pará recebeu uma injeção de 500 milhões de reais direcionados pelo governador Helder Barbalho para subsídio de projetos econômicos. O financiamento do ‘Fundo Esperança’, por exemplo, e o auxílio do programa ‘Incentiva +Pará’ garantiram aporte financeiro para milhares de trabalhadores e empresários afetados pela pandemia”, afirma.

O Fundo Esperança possui juros subsidiados de 0.2% ao mês, juros considerado relativamente baixo se comparado ao de outras linhas de crédito e o prazo de pagamento que é de 36 meses, com carência de 180 dias para pagar a primeira parcela. “Esse Fundo Esperança veio, realmente, cheio de esperança para gente e só temos a agradecer porque ele veio me tirar de um momento de dificuldade, onde eu realmente não tinha recursos necessários para continuar” completa Maria Madalena, da Laticínio Tucuruí.

Serviço: Para mais informações basta enviar um e-mail para o fundoesperanca@sedeme.pa.gov.br ou entrar em contato pelo WhatsApp Fundo Esperança, o (91) 98466-6404. 

Veja a lista de alguns setores empresariais que podem ser beneficiados pelo Fundo Esperança:

Fabricação de produtos de panificação industrial
Fabricação de produtos de padaria e confeitaria com predominância de produção própria
Abate e fabricação de produtos de carne
Fabricação de conservas de frutas, legumes e outros vegetais
Manutenção e reparação de máquinas e equipamentos
Fabricação de óleos e gorduras vegetais e animais
Fabricação de produtos de madeira, cortiça e material trançado, exceto móveis
Fabricação de outros produtos alimentícios
Fabricação de produtos cerâmicos
Preservação do pescado e fabricação de produtos do pescado
Laticínios
Fabricação de equipamentos para distribuição e controle de energia elétrica
Fabricação de móveis
Fabricação de artefatos de concreto, cimento, fibrocimento, gesso e materiais semelhantes
Moagem, fabricação de produtos amiláceos e de alimentos para animais
Fabricação de biocombustíveis
Metalurgia dos metais não-ferrosos
Preparação e fiação de fibras têxteis
Fabricação de bebidas não-alcoólicas
Fabricação de produtos de material plástico
Fabricação de estruturas metálicas e obras de caldeiraria pesada
Fabricação de máquinas e equipamentos de uso na extração mineral e na construção
Fabricação de produtos químicos inorgânicos
Confecção de artigos do vestuário e acessórios
Fabricação de calçados
Fabricação de sabões, detergentes, produtos de limpeza, cosméticos, produtos de perfumaria e de higiene pessoal
Instalação de máquinas e equipamentos
Fabricação de produtos de borracha
Produção de ferro-gusa e de ferroligas
Atividade de impressão
Fabricação de bebidas alcoólicas
Desdobramento de madeira
Fabricação de tintas, vernizes, esmaltes, lacas e produtos afins
Construção de embarcações
Fabricação de celulose e outras pastas para a fabricação de papel
Forjaria, estamparia, metalurgia do pó e serviços de tratamento de metais
Siderurgia
Curtimento e outras preparações de couro
Fabricação de vidro e de produtos do vidro
Aparelhamento de pedras e fabricação de outros produtos de minerais não-metálicos
Fabricação de cimento
Fabricação de artigos de cutelaria, de serralheria e ferramentas
Fabricação de produtos diversos
Fabricação de cabines, carrocerias e reboques para veículos automotores
Fabricação de máquinas e equipamentos de uso geral
Fabricação de produtos de metal não especificados anteriormente
Fabricação de produtos e preparados químicos diversos
Fabricação de embalagens de papel, cartolina, papel-cartão e papelão ondulado
Fabricação de papel, cartolina e papel-cartão
Fabricação de produtos derivados do petróleo
Fabricação de produtos diversos de papel, cartolina, papel-cartão e papelão ondulado
Fabricação de geradores, transformadores e motores elétricos
Acabamentos em fios, tecidos e artefatos têxteis
Fabricação de motores, bombas, compressores e equipamentos de transmissão
Recondicionamento e recuperação de motores para veículos automotores
Fabricação de máquinas e equipamentos de uso industrial específico
Fabricação de tratores e de máquinas e equipamentos para a agricultura e pecuária
Fabricação de artefatos têxteis, exceto vestuário
Fabricação de instrumentos e materiais para uso médico e odontológico e de artigos ópticos
Serviços de pré-impressão e acabamentos gráficos
Fabricação de equipamentos e aparelhos elétricos não especificados anteriormente
Torrefação e moagem de café
Fabricação de artigos de malharia e tricotagem
Fabricação de máquinas-ferramenta
Fundição
Fabricação de produtos do fumo
Fabricação de tanques, reservatórios metálicos e caldeiras
Fabricação de peças e acessórios para veículos automotores
Fabricação de produtos farmoquímicos
Fabricação de artigos para viagem e de artefatos diversos de couro
Fabricação de aparelhos e instrumentos de medida, teste e controle
Fabricação de equipamentos de informática e periféricos
Fabricação de produtos farmacêuticos
Fabricação de artigos de joalheria, bijuteria e semelhantes
Fabricação de brinquedos e jogos recreativos
Fabricação de pilhas, baterias e acumuladores elétricos
Coquerias
Tecelagem, exceto malha

Por Igor Fonseca (SEDEME)