Terminal Hidroviário de Óbidos segue em fase de acabamento final

Aparelho público vai atender mais de 50 mil habitantes do município e auxiliar na integração do modal hidroviário paraense

16/08/2021 10h50 - Atualizada em 16/08/2021 11h06

As obras de reconstrução e adequação do Terminal Hidroviário de Passageiros e Cargas de Óbidos, no Baixo Amazonas, já entraram em fase de acabamento final. O terminal, revitalizado pelo Governo do Pará, por meio da Companhia de Portos e Hidrovias do Pará (CPH), vai atender mais de 50 mil habitantes do município e auxiliar na integração do modal hidroviário paraense. 

"O Terminal Hidroviário de Óbidos é uma obra importante porque vai fazer a integração com os municípios que já tiveram seus terminais inaugurados no Baixo Amazonas. Será uma obra moderna e que vai proporcionar mais conforto e segurança aos usuários. Óbidos é uma cidade estratégica e que tem uma grande movimentação de usuários frequentemente, e portanto, já merecia um porto moderno", destaca Abraão Benassuly, presidente da CPH. 

No momento, os operários trabalham no acabamento final das áreas interna e externa do porto. Também será finalizada a obra de construção da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do porto. O conjunto naval, que compreende duas rampas metálicas articuladas cobertas e o flutuante coberto, já foi instalado, e servirá para o embarque e desembarque de passageiros. 

Infraestrutura

Com a reconstrução e adequação, o porto ganhará sala de embarque, salas para órgãos oficiais, banheiros masculino, feminino e necessidades especiais, lanchonete, guarda-volumes, e guichês para vendas de passagens. Além disso, o terminal também terá Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), sinalização interna, e novas instalações elétrica e hidrossanitária. 

Na parte naval do terminal serão utilizadas duas rampas metálicas articuladas, de 25 metros, atendendo às normas de acessibilidade, um flutuante intermediário de seis metros de comprimento, e flutuante principal com 25 metros de comprimento. 

Integração

Quando for entregue, o Terminal Hidroviário de Passageiros e Cargas de Óbidos vai ajudar na integração do modal hidroviário paraense, e se juntar aos terminais de Terra Santa, Faro, Curuá, Prainha, Almeirim e Santana do Tapará, já entregues na região pela CPH.  A nova estrutura deve receber cerca de 17 mil passageiros por mês e oferecer viagens principalmente para os municípios do Baixo Amazonas e do estado do Amazonas. Em breve, a CPH vai inaugurar o Terminal Hidroviário de Santarém, já considerado o mais moderno do Brasil.

Por Bruno Magno (CPH)