Obras do novo sistema de abastecimento de água de Oriximiná já estão com 43% dos serviços concluídos

Novo sistema terá capacidade de produzir 180 litros por segundo de água, armazenar cerca de 2 milhões de litros para atender a população urbana da cidade

20/07/2021 10h17 - Atualizada em 20/07/2021 10h29

As obras do novo sistema de abastecimento de água de Oriximiná, na região do Baixo Amazonas, estão em andamento, com mais de 43% dos serviços já executados. Atualmente, a Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa) trabalha na construção do segundo reservatório elevado. O novo sistema terá capacidade de produzir 180 litros por segundo de água, armazenar cerca de 2 milhões de litros para atender a população urbana da cidade, diferente do atual, que abastece 40% do município.

“No sistema de abastecimento de água de Oriximiná vamos ter a construção de uma captação do Rio Trombetas, implantação de uma Estação de Tratamento de Água com bombas com capacidade de 90 litros por segundo, construção de um reservatório apoiado capacidade total de 1000 m³, além da revitalização de outro RAP. Toda parte de construção civil já foi concluída, que conta com uma estação elevatória, uma casa de química, uma subestação elétrica, redes adutoras e dois reservatórios elevados”, explicou a engenheira responsável pela obra, Marília Contente.

O projeto contempla a construção da estrutura da captação no Rio Trombetas com 3 conjuntos moto bombas, implantação de adutora de água bruta em PEAD, estação de tratamento de água com capacidade para tratar 648 m³ por hora; Construção de um reservatório apoiado com capacidade total de 1000 m³, casa de bombas, dois reservatórios elevados. Também serão realizadas a reforma do reservatório apoiado e casa de bombas existentes com instalação de novas bombas, reforma do prédio da administração, 44 quilômetros de rede de distribuição, 4.512 ligações domiciliares com hidrômetro e sistema de automação.

A obra é um investimento de cerca 39 milhões do Governo do Estado para beneficiar mais de 30 mil habitantes de Oriximiná, a previsão é que o novo sistema de abastecimento seja entregue no segundo semestre de 2022.

Por Bianca Buenaño (COSANPA)