Graesp e Corpo de Bombeiros simulam resgate de afogamento em Salinas

17/07/2021 17h11 - Atualizada em 17/07/2021 18h49

Ações de prevenção e cuidados para evitar afogamentos e resguardar vidas estão sendo desenvolvidas durante a Operação Verão 2021, coordenada pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup) para garantir mais segurança aos banhistas nas praia e balneários do Estado. 

Em Salinas, nordeste do Pará, uma das localidades que mais recebem turistas nessa época do ano, foi realizada uma simulação de salvamento, na praia do Atalaia, com objetivo de treinar as equipes de agentes do Grupamento Aéreo de Segurança (Graesp), vinculado a Segup, juntamente com agentes do Corpo de Bombeiros Militar, agindo de forma integrada para mostrar à população como funciona um resgate à vítima de afogamento. Servidores da Secretaria de Saúde Publica do Estado (Sespa) também estiveram presente durante a simulação que aconteceu na manhã deste sábado (17).

Assistindo a simulação junto com a sua família, a advogada Noralisa Pinho ficou impressionada com a atuação das forças de segurança durante o treinamento na faixa de areia. 

“Podemos perceber que a população está bem assistida. O trabalho realizado foi espetacular, apesar de ser um treinamento, mas as ondas são verdadeiras, a exposição aos riscos também e tudo saiu de forma magnífica. Isso nos deixa mais tranquilos, pois caso um dia eu ou alguma pessoa da minha família necessite de ajuda, já sei que estaremos amparados pelas equipes de segurança”, disse a banhista.

Demonstração - A simulação foi feita em duas etapas. No primeiro momento, pelo ar, a equipe do Graesp juntamente com um socorrista do Corpo de Bombeiros sobrevoaram o mar até o local do “afogamento”, de onde o socorrista saltou do helicóptero para o salvamento. Na segunda etapa, os guarda vidas dos Bombeiros seguiram de jet ski para resgatar a “vítima” até a faixa de areia para prestar os primeiros socorros.

“Na simulação, a pessoa sinaliza que está se afogando, o helicóptero vai ser acionado, vamos lançar os salva-vidas/socorristas do Corpo de Bombeiros na água para estabilizar a vítima, colocar aguardar o veículo aquático e trazer até a areia, para que os primeiros socorros sejam feitos" , explicou o piloto da aeronave do Graesp, Tenente coronel Auad.

O Capitão do Corpo de Bombeiros, Max Robledo, responsável pela coordenação do salvamento destacou a importância da simulação para os banhistas na praia. “Esse tipo de ação é muito importante não só para nós e nossos agentes, mas principalmente para que a população possa ver como atuamos e o quanto esse tipo de ação é complexa, porém com a integração entre o Graesp e o Corpo de Bombeiros, bem como com as demais forças e secretarias, como a Sespa, que nos acompanhou nessa atuação, para que a população perceba que estamos preparados, caso haja a necessidade de realizar um salvamento no mar”, concluiu o militar.

Por Walena Lopes (SEGUP)