Escola de Governança anuncia vencedores do prêmio Inova Servidor

Projetos devem melhorar o dia a dia de trabalho para servidores e trazer benefícios à população

08/07/2021 17h31 - Atualizada em 08/07/2021 17h52

Contribuir para a disseminação da cultura de inovação dentro do serviço público paraense é uma das metas da Escola de Governança Pública do Estado do Pará (EGPA), que nesta quinta-feira (8), anunciou os vencedores da segunda edição do Prêmio Inova Servidor, ação voltada para este objetivo. 

A premiação reúne iniciativas inovadoras em processos e serviços na administração pública e neste ano contou com 20 projetos selecionados, que realizaram sua apresentação durante a 2ª Semana de Inovação na Gestão Pública, em junho. 

“Durante todo o ano, também realizamos mini palestras voltadas para a inovação, além de orientar os servidores para a inscrição dos projetos. É uma alegria muito grande poder ver este resultado nas mãos dos servidores públicos paraenses”, afirma Lucílo Nery, coordenador do Núcleo de Programas de Valorização do Servidor (NPVS). 

Para a avaliação dos projetos foi montada uma banca de jurados, selecionados de todo o Brasil, envolvidos com a área de inovação na gestão pública. O anúncio dos vencedores foi realizado por meio de uma live no canal do Youtube da instituição. 

Policiamento Comunitário Escolar

O primeiro lugar desta edição ficou com o projeto “Policiamento Comunitário Escolar”, desenvolvido por servidores da Polícia Militar do Pará, do Policiamento Comunitário Escolar do 35º Batalhão, nos municípios de Santarém, Belterra e Mojuí dos Campos. 

O projeto busca fazer interação entre escola, comunidade e órgãos da rede de serviços para identificar, analisar, priorizar, prevenir e aplicar soluções para os problemas decorrentes da prática de crimes e atos infracionais no ambiente escolar. 

Mesmo diante da dificuldade imposta pelo isolamento social, a ação continuou. “Antes da pandemia, o trabalho era feito nas escolas, mas após a pandemia, iniciamos o projeto nas casas, com atendimento direto às famílias”, explica o Cabo da Polícia Militar Glauber Mota Pereira, representante da iniciativa vencedora. 

O projeto espera principalmente reduzir a vulnerabilidade das crianças e adolescentes ao acesso às drogas no ambiente escolar, para contribuir para a formação de um cidadão com autoestima elevada e caráter íntegro, que através do conhecimento adquirido na instituição de ensino e palestras educacionais, estará pronto para difundir, de forma consistente no seu meio social, a perpetuação da cultura de paz. 

Conciliar é um caminho para a paz

Já o segundo lugar da premiação ficou para a Procuradoria Geral do Estado do Pará (PGE) com o projeto “Conciliar é um caminho para a paz”, da Câmara de Negociação, Conciliação, Mediação e Arbitragem da Procuradoria-Geral do Estado (CAMPGE) que busca desburocratizar o acesso a demandas jurídicas envolvendo o governo estadual e garantir um retorno mais eficaz ao cidadão.

Márcio Mota, coordenador da Câmara de Conciliação do Estado do Pará, explica que o projeto foi desenvolvido de maneira inovadora com o objetivo de utilizar a Câmara como um instrumento para chegar à população que não tem conhecimento jurídico e permitir que ela possa postular um acordo, evitando depender da ação do poder judiciário e reduzindo gastos para o Estado. 

“Você como servidor trabalha no dia a dia e assume suas obrigações, mas um prêmio como este mostra que estamos no caminho certo e é um reconhecimento que tem um valor estimulante para desenvolver coisas ainda melhores”, afirma o servidor, garantindo que quem mais tem a ganhar com a ideia é a população paraense. 

Os servidores receberão os prêmios em dinheiro, conforme a colocação:

1º lugar - Policiamento Comunitário Escolar (Polícia Militar do Pará) - R$ 4,4 mil;

2º lugar - Conciliar é um caminho para a paz (Procuradoria Geral do Estado do Pará) -  R$ 3,3 mil;

3º lugar - Pesquise na Quarenta: Iniciação Científica E Pós-Graduação; Msc E Dsc (Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa) - R$ 2,2 mil;

Do 4º ao 10º lugar: R$ 1,1 mil.

Todos os participantes receberão certificados individuais para os servidores, equipe e os gestores dos órgãos em uma cerimônia prevista para o final de outubro, em comemoração ao dia do servidor público.

Por Isabela Quirino (EGPA)