Hospital de Clínicas humaniza atendimento psiquiátrico com arraial junino

Pacientes em tratamento assistiram à quadrilha com direito a comidas da época e brincadeiras nesta sexta, 02.

02/07/2021 18h00 - Atualizada em 02/07/2021 18h26

O clima de festa juninas mudou novamente o dia de pacientes em tratamento na Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Vianna (HC), em Belém. Desta vez, a celebração foi feita nesta sexta-feira (02), na ala de psiquiatria, visando estimular a convivência dos pacientes com seus familiares e com a equipe assistencial, o que contribui para a evolução no tratamento. 

Com direito à apresentação de quadrilha, comidas e brincadeiras típicas do período, a celebração junina é um dos recursos terapêuticos utilizados pelos profissionais do Hospital também para valorizar a cultura popular e resgatar as memórias afetivas dos pacientes.  

“O tratamento não impede que nossos pacientes possam viver e conviver com esse tipo de experiência que estimula a recordação de boas lembranças, a partir do que eles já vivenciaram fora do Hospital. Isso tudo influencia de forma positiva no dia-a-dia dos pacientes e dos servidores”, explica Selma Frota, enfermeira chefe no Serviço de Internação Breve (SIB) da Clínica Psiquiátrica do Hospital de Clínicas. 

Atendimento 

Integrante da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS), a Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Vianna (HC) é uma das referências no atendimento de pacientes em sofrimento mental no Pará. Entre os meses de janeiro e maio deste ano, considerando os números do serviço de emergência do Hospital, foram mais de 4 mil atendimentos realizados. 

Tendo como principal foco a reinserção social, a Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) abrange, além do HC, outros serviços em diversos níveis de atenção e algumas das portas de entradas estão nas Unidades Básicas de Saúde ou Centros de Atenção Psicossocial (CAPSs). 

Por Marcelo Leite (HC)