Caravana de cidadania e saúde beneficia comunidade em Ananindeua

Vários serviços gratuitos, como emissão de documentos e consultas médicas, foram oferecidos pela Fundação ParáPaz

26/06/2021 20h36 - Atualizada em 26/06/2021 22h03

Aos 36 anos, Priscila Maia, moradora de Ananindeua, município da Região Metropolitana de Belém, conseguiu sua primeira carteira de identidade. Ela nunca havia tirado o documento, mas durante a caravana integrada de cidadania e saúde, instalada na manhã de sábado (26), das 8 às 14 h, na Escola Jaderlândia. Priscila e seu esposo, Edilson Costa, 64 anos, tiveram acesso à emissão do documento.A caravana atendeu demandas de moradores de Ananindeua

“Minha esposa tem uma doença neurológica e é epilética; não tinha ninguém da família e nem certidão de nascimento. Passei muito tempo atrás da certidão e achei uma xerox num colégio que ela estudou quando era jovem. Levei no cartório e paguei pra ter a 2ª via. Aí foi outra história pra tentar tirar essa identidade”, explicou Edilson.

O casal, que está junto há sete anos, possui uma borracharia. Com o documento de Priscila, agora eles poderão aumentar a renda com os auxílios que vão solicitar. “Fiquei muito feliz. Não esperava sair daqui com essa identidade. Tenho muito que agradecer ao governo por essa ação”, disse Edilson Costa.

O casal Edilson e Priscila. Ela segura sua primeira carteira de identidade. A equipe da Fundação ParáPaz trabalhou em parceria com servidores da Polícia Civil para concluir a entrega de cerca de 200 carteiras de identidade, emitidas no mesmo dia. Serviços de saúde, como consultas médicas, testes rápidos de Sífilis, Hepatite B e C e HIV, também beneficiaram os moradores. 

A ação contou com a participação da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) e da Prefeitura de Ananindeua.

Por Nathalia Mota (PARAPAZ)