Cosanpa já concluiu mais de 60% das obras da Estação de Tratamento de Esgoto Una

Infraestrutura vai garantir o tratamento de 475 litros de esgoto por segundo, atendendo cerca de 90 mil habitantes das áreas centrais da capital

16/06/2021 12h37 - Atualizada em 16/06/2021 14h17

Obra da Estação de Tratamento de Esgoto Una ficou parada durante cinco anos e foi retomada pela atual gestão, em novembro de 2019A obra da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Una, em Belém, já alcançou o percentual de 61,42% dos serviços concluídos, atenderá cerca de 90 mil habitantes e terá capacidade de tratar 475 litros de esgoto por segundo, conforme a Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa), responsável pela obra, que está em fase de conclusão da estrutura do reator e da estação de tratamento. A impermeabilização das câmaras também está com os serviços adiantados, cerca de 50% já foi executado.

“Estamos com vários serviços em andamento na obra da ETE UNA, atualmente, 95% da estrutura do reator já foi concluída, 50% da impermeabilização das câmaras também já foi feita. A partir de agora, estamos iniciando a montagem do hidromecânico para os itens fundidos, em PRFV (Plástico com reforço de fibra de vidro) em PEAD (Polietileno de alta densidade). Na parte do tratamento, cerca de 80% da estrutura já foi concluída, estamos executando as estacas raízes das três elevatórias de lodo e todas as escadas de acesso definitivas em concreto armado. Na Estação Elevatória de Esgoto Bruto já foi feita 50% da limpeza e desinfecção”, explicou o engenheiro da Cosanpa, Armando Machado.

A obra ficou com o projeto parado durante cinco anos e foi retomado pela nova gestão estadual em novembro de 2019. A primeira etapa da Estação de Tratamento de Esgoto Una é uma obra muito importante para a capital. 

Serão implantadas unidades de tratamento preliminar com gradeamento, peneira e caixa de areia; reator anaeróbio UASB – da sigla em inglês Ufplow Anaerobic Sludge Blanket, tecnologia utilizada para tratamento biológico de esgoto para decomposição anaeróbica da matéria orgânica; câmaras para tratamento físico-químico e desinfecção do efluente. Está prevista a implantação de outro reator futuramente, na segunda etapa, para ampliar a Estação e atender à vazão final da unidade.

TRATAMENTO

O investimento de mais de R$ 84 milhões no empreendimento garantirá o devido tratamento sanitário de esgotos das áreas centrais de Belém. A previsão é de que a obra seja concluída no segundo semestre de 2022.

Por Bianca Buenaño (COSANPA)