Bagre recebe Caravana de Cidadania e Direitos Humanos promovida pela Sejudh

A iniciativa tem a parceria da Defensoria Pública do Pará e da Polícia Civil e ficará no município até esta sexta-feira (11), em seguida, será a vez de Curralinho 

10/06/2021 15h23 - Atualizada em 10/06/2021 17h53

Moradores de Bagre, no Marajó, prestigiaram a inicativa da Sejudh, Defensoria Pública e Polícia Civil, na Escola Perúcia Ferreira CastroAos 102 anos, Maria Alves Ferreira chegou cedo à Escola Municipal Perúcia Ferreira Castro, na cidade de Bagre, no Marajó, onde a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos iniciou, nesta quinta-feira (10), mais uma etapa da Caravana de Cidadania.

Acompanhada da filha, Elza Ferreira, Maria estava muito feliz em garantir um documento. “Toda a ajuda que vem é válida para nós. Quando soubemos que ia ter uma ação de cidadania aproveitamos a oportunidade para garantir um novo documento para a minha mãe, principalmente, por causa da idade dela”, disse Elza Ferreira. 

Desde o início desta semana, a Sejudh, em parceria com a Polícia Civil e a Defensoria Pública estadual, promove uma intensa agenda de caravanas por sete municípios da Ilha do Marajó. Portel foi a primeira cidade a receber a ação. Agora, em Bagre, o objetivo é atender aproximadamente 600 pessoas durante dois dias, com a emissão de documentação civil, serviços de saúde e ofícios para os cartórios.

O prefeito municipal, Clebinho Rodrigues, ressaltou a importância da parceria com o Governo do Estado. “Toda ajuda ao município é válida. Garantir cidadania aos moradores de Bagre é um dos pilares desta gestão municipal”, disse ele. “Nós queremos agradecer imensamente ao nosso governador Helder Barbalho e ao secretário, Zé Francisco, por propiciarem este momento à nossa cidade e que mais ações como estas possam voltar a Bagre”.

Responsável por articular com as prefeituras municipais, Tilene Almeida, da Sejudh, destacou que “o apoio dos gestores é essencial para o sucesso das ações”. Já a moradora da zona rural de Bagre, Maria Costa dos Santos, pela primeira vez, soube o que é um documento de identidade. “Me sinto muito honrada em garantir meu RG. A felicidade de poder dizer que agora sou gente é emocionante”, disse Tilene.

A ação permanece em Bagre até esta sexta-feira (11). Em seguida, a Caravana de Cidadania e Direitos Humanos da Sejudh irá para o município marajoara de Curralinho. 

Por Gerlando Klinger (SEJUDH)