Programa ‘Empodera’ incentiva a independência financeira e a expansão de negócios de mulheres

O Banpará já registrou 310 contratações da linha de crédito, contemplando empreendedoras em situação de vulnerabilidade.

31/05/2021 10h42 - Atualizada em 31/05/2021 12h33

Transformar a vida de mulheres empreendedoras em situação de vulnerabilidade. Esse é o principal objetivo do programa de crédito "Empodera" do Banco do Estado do Pará (Banpará), que incentiva a independência financeira e a criação ou expansão de negócios, liderados por mulheres dentro dos territórios acolhidos pelo programa TerPaz. 

A empreendedora Lara Thais da Silva, 27 anos, é um dos exemplos de mulheres que já tiveram acesso à linha de crédito. Além de adquirir equipamentos, o benefício garantiu o suporte necessário, para a abertura da sua segunda loja de hortifrútis no bairro do Icuí-Guajará, em Ananindeua.

A empreendedora Lara Thais da Silva, 27 anos, é um dos exemplos de mulheres que já tiveram acesso à linha de crédito.“Há dois anos, quando abri a minha primeira loja, enfrentei muitas dificuldades, e com a ajuda do "Empodera", consegui investir na compra de freezers expositores para o armazenamento adequado das frutas. Abri minha segunda loja em julho de 2020 e alavanquei as vendas”, conta a empreendedora.

Lara explica que já realizou dois financiamentos e assegura que o valor das parcelas é composto por juros bem abaixo dos cobrados em outros bancos. “O programa me deu apoio para que eu pudesse melhorar as vendas e conquistar um retorno financeiro rápido. Um dos diferenciais é que, além do valor disponibilizado, também recebemos orientações sobre como aplicar esse dinheiro e conseguir elevar o nosso negócio. Indico essa linha de crédito para todas as mulheres empreendedoras”, ressalta. 

O programa já possibilitou 310 contratações, totalizando o investimento de 700 mil para empreendedoras em situação de vulnerabilidade, do setor formal e informal, com atividade econômica própria, nos territórios do TerPaz – Guamá; Jurunas; Terra Firme; Bengui; Cabanagem; Icuí-Guajará, em Ananindeua; e Nova União, em Marituba.

O gerente de microcrédito do Banpará, Tales Viana, destaca que a linha de crédito vem dinamizando a economia destes bairros em um momento de desafios extras para o empreendedorismo feminino. “Um estudo do Global Entrepreneurship Monitor e Sebrae, revelou que, apesar de haver um equilíbrio na proporção de gênero, entre negócios iniciais no Brasil, as mulheres aparecem liderando em menor porcentagem, os empreendimentos estabelecidos. Na luta para reduzir essa desigualdade, o Banpará vem orientando diariamente, as mulheres que possuem seu negócio, e as que sonham em ter algo próprio, obtendo melhores estruturas com condições especiais, para fortalecer e incentivar seu empoderamento", assegura. 

A Secretaria Estratégica de Articulação da Cidadania (Seac) atua na articulação do programa, junto ao Banpará. A diretora-geral do órgão e coordenadora das Redes Locais, Juliana Barroso, afirma que os territórios do TerPaz, são áreas onde o empreendedorismo de subsistência, tem uma grande potencialidade. “Percebemos que a maioria que está tendo acesso a esse crédito, são mulheres chefes de família e mãe solo. O crédito permite a construção de independência financeira, o empoderamento feminino, que incide diretamente no projeto de vida, proporcionando de fato uma transformação destas mulheres”, pontua. 

Walquíria Brito já conseguiu realizar dois financiamentos pelo "Empodera".Empreendedora do ramo de vendas de recipientes de plástico e cosméticos, há três anos, Walquíria Brito, 39 anos, já conseguiu realizar dois financiamentos pelo "Empodera". Após ficar desempregada, ela resolveu investir no seu próprio negócio e encontrou no programa, uma oportunidade para alcançar a sua independência financeira. 

“Consegui comprar mais produtos, ampliar o meu estoque para vendas, alugar um ponto, na rua da Cerâmica em Marituba, onde já consegui armazenar e organizar as mercadorias. As condições de pagamento do programa são ótimas, meu segundo financiamento foi de 2 mil. Parcelei em seis prestações, com juros muito baixos, o que não seria possível em um outro banco. Com esse dinheiro, vou comprar mais produtos à vista e melhorar ainda mais as minhas vendas”, afirma Walquíria. 

Linha de crédito - O acesso à linha de crédito “Empodera”, ocorre em meio às ações do TerPaz, com a participação do Banpará, ou por indicação de alguém que já teve acesso ao benefício. Ter o nome inscrito em instituições ligadas à proteção do crédito, como o Serasa, por exemplo, não é impeditivo para a busca pelo benefício. No entanto, restrições bancárias impedem a participação no Empodera.

Por Giovanna Abreu (SECOM)