Estado do Pará ultrapassa a marca de 450 mil recuperados da Covid-19

Dados foram registrados pela Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará até a terça-feira (11)

12/05/2021 10h13 - Atualizada em 12/05/2021 10h54

O Governo do Estado celebra a marca de 456.442 pessoas recuperadas da Covid-19 no Pará, segundo dados registrados pela Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa) até às 18h de terça-feira (11). Inúmeras estratégias no enfrentamento à doença foram desenvolvidas pelo poder executivo estadual tanto para atendimentos de pacientes com sintomas leves e moderados, quanto para pacientes que sofreram agravamento dos sintomas.

“Temos várias iniciativas que reforçam esse resultado positivo de mais de 450 mil recuperados, desde as Policlínicas Metropolitana e Itinerante, ampliação de leitos clínicos e de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) até a abertura de Hospitais de Campanha. Seguimos na luta para que mais vidas sejam salvas e que todos possam ser vacinados, mas é importante lembrar que a pandemia ainda não acabou e não podemos esquecer de usar máscara, higienizar as mãos e manter o isolamento social”, ressalta o titular da Sespa, Rômulo Rodovalho.

O Hospital de Campanha da capital, localizado no Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, se tornou referência e retaguarda, inclusive, para outros municípios paraenses. A médica e diretora técnica da unidade, Bárbara Freire, ressalta o trabalho e a união de todos os profissionais que atuam incansavelmente para salvar vidas.

“Estar à frente da recuperação de tantos pacientes é a recompensa pela dedicação e amor que a equipe emprega neste desafio. Os altos números comprovam o trabalho incansável de uma equipe engajada e focada na melhora de todos. É importante que a população olhe para suas famílias, amigos, conhecidos e para os profissionais de saúde que estão se expondo e cumpram as medidas de segurança. Use máscara e, se puder, fique em casa!”, alerta.

Wilma Suely Lourinho, 56 anos, é uma das pacientes recuperadas do Hospital de Campanha do Hangar, após cerca de um mês e meio de internação. A qualidade do acolhimento e tratamento recebido desde a recepção é o principal motivo de agradecimento destacado por ela.

“Eu só quero mesmo agradecer a todos esses profissionais de saúde que foram muito bons comigo, inclusive, as pessoas que cuidavam da limpeza e da nossa alimentação. Todo o tempo no maior cuidado. O Hangar está de parabéns, eu recomendo para todas as pessoas. Obrigada, obrigada mesmo”, diz.

Por Giovanna Abreu (SECOM)