Seduc recebe os produtos da Feira da Agricultura Familiar, da Emater

10/05/2021 11h18 - Atualizada em 10/05/2021 12h51

Na última sexta-feira (7), foi realizado na sede da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) mais uma edição da Feira da Agricultura Familiar, promovida pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater). O evento ocorreu no hall de entrada da secretaria e contou com a presença dos servidores que prestigiaram os produtos cultivados pelos agricultores. 

A iniciativa faz parte do Projeto Vitrine e conta com a participação de produtores rurais da Região Metropolitana de Belém, dos municípios de Bragança, Ponta de Pedras e Santa Izabel do Pará, que tem o intuito de disseminar e agregar valor aos produtos de manufaturas locais, além de fazer a aproximação do produtor e consumidor.

Para a secretária-adjunta de Gestão de Pessoas da Seduc, Cleide Amorim, a iniciativa e parceria da feira é uma forma de incentivar a produção dos alimentos orgânicos. “A feira é uma forma de valorizarmos o servidor, pois estamos oferecendo a oportunidade de mostrar o que eles produzem. Aqui, além da agricultura familiar, está sendo divulgada uma ação de governo entre a Seduc e Emater”, ressaltou Cleide.

Nas barracas decoradas com cores, sabores, perfumes e artesanatos paraenses, estavam em destaque o que a lavoura produz com os alimentos orgânicos cultivados em diversos municípios paraenses, como peixe, camarão, hortaliças e frutas, além de plantas ornamentais, artesanato em crochê, eco-biojóias e arte em tecido.

Tereza de Jesus Miranda de Carvalho é uma das agricultoras que participa da feira da EmaterA agricultora Tereza de Jesus, de 64 anos, do município de Santa Bárbara, é uma das beneficiadas pela feira e conta que a parceria entre a Emater e os órgãos do estado ajuda na propagação do trabalho. “A iniciativa da feira é boa por possibilitar que divulguemos os produtos cultivados em nossa região e apresentar à população. Além disso, é uma fonte de renda gerada para nós, agricultores”, disse Tereza. 

Quem também esteve presente na feira e destacou o trabalho dos agricultores foi a presidente da Emater, Lana Roberta Reis. “Esse projeto é uma vitrine para o produtor mostrar o que produziu, dando a oportunidade de divulgar o seu trabalho, colocando em exposição nas barracas o seu cultivo e suas criações, sendo ela: hortaliça, piscicultura, biojóias e artesanato. A feira traz esse contato direto entre o que se produz no campo e seu consumidor, agregando valor em todo esse processo de execução", disse a presidente.

Por Lilian Guedes (SEDUC)