Hemopa intensifica campanha para elevar coleta de sangue

20/02/2017 00h00

Até a próxima sexta-feira (24) prossegue a campanha “No carnaval use fantasia salva vidas. Doe sangue”, promovida pela Fundação Hemopa para manter o estoque de sangue na rede de saúde estadual. No último sábado (18), primeiro dia da campanha, 450 voluntários aderiram à doação de sangue em Belém, sendo 356 na sede do Hemopa e 94 na Unidade de Coleta Castanheira. A meta é conseguir 200 coletas/dia, para garantir o atendimento transfusional na rede hospitalar, especialmente no feriado prolongado.

Nesta segunda-feira (20) começou a participação da Marinha do Brasil e Sociedade Amigos da Marinha do Estado do Pará (Soamar-PA), que por meio do Comando do 4º Distrito Naval devem encaminhar cerca de 200 militares aos locais de coleta de sangue até o dia 24, sob a coordenação do Hospital Naval de Belém.

A 1° tenente Isabella Caetano ressaltou que “em períodos festivos, as dificuldades em captar doadores aumenta, não só pela ausência de doadores, mas também pelo aumento de demanda devido ao número de acidentes registrados no feriado”.

Torcidas - Paralelamente à campanha no período do carnaval, realizada pela Fundação Hemopa em todas as unidades da hemorrede estadual, o diretor de Marketing do Paysandu Sport Club, Paulo Vinícius do Carmo, esteve na sede do hemocentro nesta segunda-feira acompanhado de torcedores do time bicolor para doar sangue, como parte da campanha “Torcedor Doador Futebol Clube”, realizada pela Cultura Rede de Comunicação até o final do Campeonato Parazão 2017, em abril.

A assistente social Juciara Farias, gerente de Captação de Doadores da Fundação Hemopa, reiterou a importância de aumentar o número de coletas. “Ao final deste campeonato muitas vidas serão salvas. Todos ganham, pois o importante é participar”, disse Juciara, que reforçou a convocação às torcidas dos dois maiores clubes de futebol da Região Norte – Remo e Paysandu -, para que entrem na campanha de doação de sangue.

O torcedor bicolor João Rodrigues, 48 anos, ajudou a aumentar o placar da doação de sangue. “Quero ganhar esse campeonato. No entanto, o mais importante é ver muitos pacientes vencendo a doença e indo ao estádio torcer pelo seu time do coração”, ressaltou.

Programação – De segunda a quarta-feira (20 a 22), a partir das 09 h, técnicos da Secretaria Municipal de Saúde de Belém (Sesma) vão orientar os doadores sobre formas de prevenção de doenças como dengue, zika e chikungunya, enquanto técnicos do Hospital João de Barros Barreto ensinarão como se prevenir da febre amarela.

Das 09 às 10 h, no mesmo período, haverá ainda ação de saúde, com profissionais da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) e Hospital Barros Barreto, com apoio da escola profissionalizante Siepa, Banco da Amazônia, Faculdade Brasil Amazônia (Fibra) e Universidade da Amazônia (Unama).

Durante toda a semana (20 a 24), o projeto Caravanas Solidárias participará da campanha, com grupos de instituições parceiras que, além de doarem sangue, vão disponibilizar um micro-ônibus para o transporte dos voluntários para doação.

Podem doar sangue pessoas com boa saúde, que tenham entre 16 e 69 anos e pesem acima de 50 quilos. Menores de 18 anos podem doar somente com autorização dos pais ou responsável legal. É necessário portar documento de identidade original, assinado e com foto, além de estar bem alimentado. O homem pode doar a cada dois meses, e a mulher, a cada três.

Serviço: A Fundação Hemopa fica na Travessa Padre Eutíquio, 2.109, no Bairro Batista Campos, e o posto de coleta Castanheira fica no acesso ao Pórtico Metrópole, na entrada do Shopping Castanheira (Rodovia BR-316, KM-01). As coletas são feitas de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h, e aos sábados, das 7h30 às 17 h.

Por Redação - Agência PA (SECOM)