Governo do Estado firma contrato com empresa organizadora do concurso público da Seap

Certame ofertará 1.646 vagas para policial penal e as provas acontecerão de forma descentralizada, em Altamira, Belém, Castanhal, Marabá, Santarém e Itaituba 

07/05/2021 15h02 - Atualizada em 07/05/2021 15h30

Secretários, Hana Ghassan (Seplad) e Jarbas Vasconcelos (Seap) no ato de assinatura com a equipe da Cetap, nesta sexta-feira, 7 O Governo do Pará trabalha por resultados e não mede esforços em busca de mais melhorias em todas as áreas, entre elas, o sistema penitenciário, por isso, o concurso que deve ter o edital publicado no final do mês de junho de 2021, vai ofertar 1.646 vagas para o cargo de Policial Penal. Nesta sexta-feira (7), a secretária estadual de Planejamento e Administração (Seplad), Hana Ghassan, e o secretário estadual de Administração Penitenciária (Seap), Jarbas Vasconcelos, assinaram o contrato de organização e execução do concurso público com o Centro de Extensão, Treinamento e Aperfeiçoamento (Cetap), referente à concorrência n° 001/2020.

A segurança pública é uma das prioridades da atual gestão e o avanço na realização do concurso é mais uma etapa importante no plano de melhorias da pasta. "O concurso é a mola da mudança do sistema prisional, mudamos radicalmente o sistema no Pará, a partir do concurso público, hoje temos 1.076 policiais penais concursados, agora, com este novo certame, 100% deles serão concursados e esperamos que o sistema continue mudando para melhor e o sistema prisional que era considerado o pior do Brasil, passe a ser cada vez mais como já é, atualmente, o melhor do País”, disse o titular da Seap, Jarbas Vasconcelos. 

O ato de assinatura também contou com as presenças da secretária adjunta de Gestão de Pessoas da Seplad, Thainná Alencar; da secretária adjunta de Modernização e Gestão Administrativa, Josynélia Raiol; do secretário adjunto de Planejamento e Orçamento, Ivaldo Ledo; secretária adjunta de Recursos Especiais, Renata Mirella Guimarães; diretora de Gestão e Logística, Iris Negrão; e do secretário adjunto da Seap, Coronel Arthur Moraes. 

“Assinamos hoje o contrato com a empresa que executará o certame da Seap, o que reafirma o nosso compromisso perante a sociedade, para alcançarmos cada vez mais melhorias na segurança pública com o aumento do efetivo, além de incentivarmos o ingresso no serviço público através de concurso. Dessa forma, o Estado ganha notoriedade com mais segurança e desenvolvimento”, ressaltou Hana Ghassan. 

Vagas

O concurso prevê 1.646 vagas para policial penal e as provas acontecerão de forma descentralizada, em Altamira, Belém, Castanhal, Marabá, Santarém e Itaituba. 

A Seplad comunica que todas as informações oficiais sobre o concurso público serão divulgadas nos canais de comunicação da Secretaria.

Por Luana Taveira (SEPLAD)