Grupamento Aéreo de Segurança do Estado promove treinamento operacional

Formação contou com a participação de 28 pilotos e teve como objetivo a reciclagem das equipes

07/05/2021 08h10 - Atualizada em 07/05/2021 10h44

Iniciado na última semana de abril e concluindo na quinta-feira, 6, o Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp), vinculado à Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), ofereceu o Programa de Treinamento Operacional (PTO) para suas equipes, seguindo a legislação vigente. Ao todo, 28 pilotos do grupamento, divididos em duas turmas, participaram da formação, que foi realizada no auditório do Graesp.

Uma necessidade legal, prevista em lei, o PTO é importante para aperfeiçoar os conhecimentos dos pilotos, principalmente quanto aos termos de procedimentos normais, técnicos e emergenciais. Promovido regularmente, as atividades do programa constam, ainda, de treinamento teórico (Ground) das aeronaves que o grupamento dispõe.

Além disso, no curso, houve capacitação para o gerenciamento de equipes para segurança de voo, onde foram trabalhados vários temas, como a comunicação, processo decisório e tudo que envolve a segurança operacional, tendo como elemento principal o ser humano.

“Trouxemos uma consultoria para integrar o treinamento com dinâmicas para melhorar o relacionamento interpessoal e com isso conseguimos um nível maior de segurança operacional”, explica o tenente coronel da PM e piloto do Graesp, Raul Zenio Gentil.

Para o militar, que participou da segunda turma do aperfeiçoamento, o programa é essencial tanto para qualificação, quanto para rever os procedimentos básicos praticados pelos pilotos durante os voos. 

“Como a gente trabalha voando, precisamos estar sempre em alerta para as questões de voo.  Trabalhamos com vidas e com o intuito de servir e proteger. Para que a gente faça isso com as pessoas, é necessário fazer primeiro conosco, com a nossa equipe, com a nossa aeronave. Quanto mais protegido a gente estiver, melhor vamos atender a população” destaca a tenente.

Esses procedimentos mencionados são vistos na atuação que o Grupamento Aéreo, desde o início da pandemia, tem realizado, Seja com o transporte aéreo de pacientes acometidos pela Covid-19, seja com a distribuição de imunizantes em locais de difícil acesso. A essência de todas essas missões une-se com a do Graesp: salvar vidas.

“Tudo que fazemos é para salvar vidas. A entrega de vacina é classificada como missão humanitária e o que fazemos é em prol do ser humano, da humanidade e esse tipo de missão é a mais nobre que tem em nosso leque de atividades. Temos uma sensação abundante de dever cumprido”, exalta o tenente coronel Raul.

Por: André Macedo (Ascom / Segup).

Por Governo do Pará (SECOM)