Governo entrega equipamentos rurais e autoriza obras portuárias em três municípios do Marajó

Foram entregues 164 implementos agrícolas para 46 municípios. Portel, Soure e Melgaço receberam as ordens de serviço para modernização de seus terminais hidroviários

23/04/2021 15h11 - Atualizada em 23/04/2021 22h55

Em Belém, os 164 equipamentos agrícolas entregues pelo governador Helder para os municípios do Marajó: Portel, Soure e Melgaço O governador Helder Barbalho entregou, no final da manhã desta sexta-feira (23), 164 diferentes tipos de equipamentos rurais para desenvolver a agricultura familiar paraense. Foram entregues tratores com ferramentas auxiliares, caminhões do modelo baú e motos. A entrega foi realizada no estacionamento do estádio Mangueirão, em Belém. Os equipamentos foram distribuídos para 46 municípios. 

O Terminal Hidroviário de Melgaço (maquete eletrônica) terá sala de embarque e novo conjunto naval, com rampa metálica e flutuanteAinda na mesma solenidade, o chefe do Poder Executivo Estadual assinou ordens de serviço para reforma e adequação dos terminais hidroviários de Soure e Melgaço. Helder Barbalho também autorizou  a abertura do processo licitatório para reforma e adequação do terminal Hidroviário de Portel.

Governador : "Os equipamentos devem ser utilizados na agricultura familiar para fortalecer o abastecimento e a renda no campo". “Este é um momento de parceria com os municípios para garantir que os equipamentos sejam utilizados na agricultura familiar fortalecendo as vocações produtivas. Com essa produção garantimos o abastecimento e a geração de renda para a atividade do campo e, consequentemente, melhorando a condição social de cada um destes municípios”, destacou o governador.

Terminal Hidroviário de Soure (maquete eletrônica) potencializará o turismo no Marajó e terá rampas metálicas articuladas e flutuante“Nosso estado tem regiões em que os rios são as suas ruas e estradas, onde os terminais hidroviários são as verdadeiras portas de entrada seja de pessoas ou produtos. Estamos olhando de maneira estratégica nossas hidrovias. Estamos concluindo os terminais hidroviários na Região do Baixo Amazonas e Calha Norte. E avançando para garantir que todos os municípios do Marajó também tenham terminais hidroviários dignos acessibilidade, qualidade e segurança para os usuários”, completou o chefe do Executivo estadual.

Governador do Estado, Helder Barablho, entregou nesta sexta-feira (23) tratores, caminhões do modelo baú e motos para 46 municípios O presidente da Companhia de Portos e Hidrovias do Pará (CPH), Abraão Benassuly, afirmou que as ações do Governo do Estado têm como objetivo dar mais conforto e segurança para os usuários do sistema. “Mais de 50,3% da população é atendida pelo modal hidroviário. Assim como o Estado investe na modernização de vias e estradas, desde o início do Governo estamos investindo na modernização dos terminais hidroviários”, ponderou. 

O secretário de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap), Alfredo Verdelho, ressaltou a importância dos equipamentos e destacou avanços na pasta. “São equipamentos que irão auxiliar os produtores, principalmente, neste período da pandemia. Estamos com outros projetos anunciados para avançar na melhoria dos batedores de açaí na Região Metropolitana, projeto que prevê galpão para produtores, patrulhas agrícolas, do abacaxi, em Salvaterra, (Marajó), citricultura, que já está em andamento em Capitão Poço (nordeste estadual) e a reconstrução do centro de alevinagem em Terra Alta (também no nordeste paraense)”, detalhou o secretário.

Após as reconstruções, os terminais contarão com cadeiras confortáveis, banheiros, guichês para vendas de passagens, lanchonetes, salas para órgãos do governo, guarda-volumes, TVs e bebedouros, além de climatização. As instalações elétricas e hidrosanitárias também serão refeitas, assim como as partes de sinalizações e paisagismos. 

A obra naval do terminal hidroviário de Soure contempla duas rampas metálicas articulada cobertas, flutuante metálico coberto, reforço da passarela de concreto e cobertura do píer; já obra do terminal de Melgaço prevê implantação de passarela de concreto, píer de concreto , rampa metálica articulada coberta e flutuante metálico coberto; o terminal de Portel terá reforço do píer de concreto, rampa metálica articulada coberta e flutuante metálico coberto.

Por Leonardo Nunes (SECOM)