Adepará realiza formação de novos agentes vacinadores

21/04/2021 14h37 - Atualizada em 21/04/2021 14h50

A Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará) realizou uma capacitação de agentes vacinadores no município de Quatipuru, nordeste paraense. O Programa Estadual de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose - PECEBT com o apoio da Gerência de Defesa Animal – GEDA e a Diretoria de Defesa e Inspeção Animal - DDIA, através dessa capacitação visa elevar o índice de vacinação contra a Brucelose dispondo novos agentes vacinadores e aumentando a disponibilidade desses profissionais no campo.

O curso objetivou capacitar mais profissionais para executarem a vacinação estando estes profissionais vinculados aos médicos veterinários cadastrados e/ou Veterinários Oficiais da Adepara para que seja alcançado um índice maior de vacinação contra a Brucelose. A atividade foi promovida pela regional da Adepará de Capanema nos dias 30 e 31 de março.

Foi estabelecido pela GPECEBT que cada regional da Adepará realize, no minimo, um curso de formação de agentes vacinadores. Algumas regionais realizarão a curso de capacitação no primeiro semestre e outras, no segundo semestre. Em Quatipuru, a atividade foi desenvolvida pelo Fiscal Estadual Agropecuário (FEA – Médico Veterinário) Gerlan Alvarenga e pelo AFA - Cleomenes da Costa.

Para que a vacina contra a Brucelose seja aplicada é necessário que haja um treinamento específico ao agente vacinador, visto que essa vacina, aplicada sem o conhecimento técnico, oferece riscos de contaminação aos humanos por se tratar de uma vacina viva.

A vacina da Brucelose é perigosa para o ser humano. Então, é preciso utilizar EPIs e utilizar os cuidados necessários para não se contaminar. As pessoas que participam do curso são capacitadas para isso, até mesmo para saberem como é o descarte, explica  a gerente do Programa Estadual de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose (GPECEBT) da Adepará, Alcinda Oliveira.

Brucelose

A Brucelose é uma doença grave e sem cura, que afeta quase todas as espécies de mamíferos domésticos e também o homem, sendo também uma zoonose, podendo ser transmitida aos humanos pela bactéria Brucella abortus. 

Nos animais causa retenção da placenta (placenta não se solta após o parto), repetição de cio (as fêmeas entram no cio, são cobertas e não emprenham), aborto após o quinto mês de gestação e Inflamação das juntas (artrite). No homem causa: Febre, dores pelo corpo todo, inflamação das articulações (artrite), falta de apetite, insônia, calafrios, dores de cabeça, fraqueza e infertilidade.

A compra da vacina e a vacinação só podem ser feitas sob a responsabilidade do médico veterinário habilitado/cadastrado na ADEPARÁ. A campanha de vacinação contra Brucelose apresenta duas etapas: 1º Etapa - 01 de janeiro a 30 de junho e 2º Etapa - 01 de julho a 31 de dezembro. As bezerras devem ser vacinadas com B19 e marcadas com último algarismo do ano vigente do lado esquerdo da cara.

Novos cursos serão programados para agentes vacinadores promovidos pelas unidades regionais, que são realizados também conforme a procura do público, que pode se dirigir à unidade local e demonstrar o interesse no curso.

Por Manuela Viana (ADEPARÁ)