Sedap apresenta ações de fomento em reunião do Conselho Estadual do Agronegócio

Além de representantes do setor público e parlamentares, a programação contou com parceiros como a Faepa, Ufra, e membros da sociedade civil organizada

16/04/2021 15h09 - Atualizada em 18/04/2021 10h34

Reunião do Conselho Estadual do Agronegócio, na sexta-feira (16), foi transmitida virtualmente, mas teve o formato presencial tambémAs ações desenvolvidas pelo governo estadual em prol do crescimento do setor agropecuário foram apresentadas na reunião do Conselho Estadual do Agronegócio (Consagro/Pa), na tarde desta sexta-feira (16), transmitida virtualmente, pela Federação da Agricultura e Pecuária do Pará (Faepa). O evento também aconteceu em formato presencial, mas com um número limitado de participantes, divididos entre duas salas em repeito à obrigatoriedade do distanciamento social para se evitar a contaminação pelo novo coronavírus. 

A reunião foi uma realização conjunta da Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap) com a Faepa e a Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra). Na pauta, a apresentação do Propará e do Centro Integrado de Produção feita pelo presidente da Faepa, Carlos Xavier. Também houve a instalação e a reestruturação das Câmaras Setoriais e Temáticas e as posses dos respectivos presidentes. 

O titular da Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap), Alfredo Verdelho, abriu o encontro, por ser também o presidente do Conselho Estadual do Agronegócio. Além de dar as boas-vindas a todos os participantes, ele ressaltou a importância da parceria entre os setores público e privado.

O secretário esteve acompanhado da equipe de técnicos da secretaria, além do secretário-adjunto, Lucas Vieira. Verdelho fez um apanhado das ações que estão sendo postas em práticas pela secretaria para fomentar o setor produtivo.

Entre as atividades enumeradas pelo titular da Sedao, destaque para as ações que ocorrem através  do programa Território Sustentável, que oferece incentivo técnico e fomento aos produtores rurais, paralelamente à regularização documental e ao acesso a novos mercados e o Fundo Amazônia Oriental, destinado à captação de recursos para os projetos do plano de governo. O programa integra o Plano Estadual Amazônia Agora, do Governo do Pará.

A  Sedap, disse o secretário, é o órgão responsável pelas ações de fomento e capacitação técnica dentro do Território Sustentável. Os alvos das ações são os produtores, agricultores familiares, associações, cooperativas e sindicatos dos municípios da PA-279, a saber: Tucumã, Água Azul do Norte, Ourilândia e São Félix.

Segundo o secretário da Sedap, 705 produtores vão receber o fomento da Sedap no programa. Ele citou entre as ações, o incentivo ao aumento de áreas conhecidas como Safs (Sistemas Agroflorestais) e o apoio técnico aos produtores do cacau, através do Procacau (Programa de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva da Cacauicultura). O secretário informou, também, que já foram entregues, nesta quinta-feira (16), equipamentos da unidade demonstrativa e de pesquisa do sistema de irrigação do abacaxi que está sendo implantado no distrito de Condeixas, no município de Salvaterra, região do Marajó. Trata-se de um projeto piloto de agroindústria para cooperativas. 

Além da Sedap, pelo governo do estado, participaram representantes da Semas, Ideflor-Bio, Emater, Adepará e  Iterpa. A reunião contou, também, com a participação de parlamentares da Assembleia Legislativa do Estado (Alepa) e representantes do setor produtivo privado, entre outros. O Conselho do Agronegócio é composto membros do poder público estadual e da sociedade civil organizada.

Texto: Rose Barbosa/Ascom Sedap.

Por Camila Botelho (SEDAP)