Bora Belém já disponibilizou mais de R$ 66 mil a famílias chefiadas por mulheres

Programa repassará um total de 60 milhões a 22 mil famílias belenenses já inscritas no Cadastro Único (CadÚnico)

08/04/2021 14h21 - Atualizada em 08/04/2021 14h27

Desde o dia 8 de março, famílias belenenses em vulnerabilidade social agravada pela pandemia recebem benefícios de até R$ 450,00 por meio do programa Bora Belém, uma cooperação entre o Governo do Pará e a Prefeitura de Belém. Um mês depois, neste 8 de abril, já foram beneficiadas 148 famílias e disponibilizados R$ 66.300,00, sendo de 50% de recursos estaduais e 50% municipais.

Uma das primeiras contempladas pelo programa, ainda no primeiro dia de pagamentos, foi a autônoma Gisele Santos. “Eu trabalhava com vendas de catálogos, mas com a pandemia a gente não pode visitar as casas para mostrar os produtos. Eu tentei continuar enviando o catálogo em arquivo PDF, mas não teve o mesmo resultado, então eu parei. Aí o dinheiro do Bora Belém está sendo a renda aqui em casa”, explica a trabalhadora autônoma.

Gisele mora na Terra Firme, em Belém, com seus quatro filhos, de catorze, doze, dez e oito anos. O Bora Belém, em sua primeira fase, pretende beneficiar pelo menos nove mil famílias, chefiadas por mães como Gisele, que arcam sozinhas com o sustento familiar. “No dia em que recebi o primeiro pagamento, conversei com outras mulheres contempladas e percebi que todas elas passam por situação parecida com a minha, mães solteiras que precisam muito. É um dinheiro que vai ajudar muito na alimentação. Veio no momento certo e eu só tenho a agradecer!”, completa Gisele Santos.

A beneficiária Caetana Santos já recebeu hoje (8) a segunda parcela do auxílio. Mãe de quatro filhos, de 21, catorze, treze e sete anos, ela também é a única responsável pelo lar, uma casa de madeira de um cômodo no Jurunas. Ela conta que, devido à pandemia, não tem conseguido os trabalhos como diarista que costumava fazer. “Para mim, esse programa foi ótimo, porque estou sustentando minha casa, para não deixar faltar nada para os meus filhos”, avalia.

Bora Belém – O objetivo do programa é repassar um total de 60 milhões a 22 mil famílias belenenses já inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) que não estão recebendo nenhum tipo de auxílio estadual ou federal no momento. A Funpapa (Fundação Papa João XXIII), da Prefeitura de Belém, já tem os dados de todas essas famílias e, por isso, não é preciso realizar nenhum cadastro prévio para receber o benefício.

O valor do auxílio é calculado conforme a composição familiar, de acordo com três faixas: na primeira delas, mulheres com um filho recebem R$ 150,00; com dois e três filhos, recebem R$ 300,00, e com quatro ou mais filhos têm direito a R$ 450,00.

Para liberar os recursos do Bora Belém, as equipes da Funpapa visitam as famílias para confirmar os dados cadastrais. Apenas após a checagem, a Fundação autoriza o Banpará (Banco do Estado do Pará), operador financeiro do programa, a realizar o pagamento. As famílias já visitadas podem consultar a aprovação do benefício no site do programa.

Por Ádria Azevedo (IASEP)