Governo do Estado cadastra 140 mil profissionais autônomos para receber benefício emergencial

05/04/2021 19h20

Como uma das medidas de enfrentamento aos impactos econômicos e financeiros da pandemia no Pará, o governo estadual criou o Renda Pará, destinado aos profissionais autônomos. Nesta segunda-feira (5), o programa disponibilizou 20 mil inscrições complementares para profissionais da 3a categoria, entre eles cabeleireiros, barbeiros, esteticistas, manicures, pedicures e maquiadores. Ao final do período de inscrições, foi registrado um total de 140 mil trabalhadores cadastrados. 

As inscrições ocorreram em quatro dias distintos previamente divulgados pelo governo. O benefício emergencial será pago em cota única pelo Banco do Estado do Pará (Banpará) e o investimento do tesouro estadual para o pagamento do benefício foi de R$70 milhões.

Devido a grande procura por inscrições no dia 28 de março, o governo, atento ao cenário em que a população paraense enfrenta, aumentou o quantitativo de inscrições, para que mais trabalhadores fossem contemplados. “Trabalhamos sem medir esforços pelos que mais precisam e atravessam esse momento delicado em meio à dificuldades, por isso, decidimos aumentar o número de inscrições e alcançamos 140 mil cadastros, sem que o limite orçamentário viesse a extrapolar e consequentemente comprometesse as contas estaduais”, ressaltou a titular da Secretaria de Planejamento e Administração, Hana Ghassan. 

Para a manicure Bárbara Oliveira, a ajuda do governo vem em boa hora, já que a sua clientela reduziu bastante com a pandemia. 

“É uma boa ajuda, pois devido a tudo isso que estamos passando, o movimento caiu bastante, já que muita gente está com o orçamento apertado e a maioria também não quer sair de casa por conta do vírus. Então, vai ser muito bem-vindo e dia 11 de maio irei até o Banpará receber”, disse a manicure. 

Nascida no mês de fevereiro, a maquiadora e cabeleireira Danielly Nunes vai receber o seu auxílio nesta terça-feira (6), e relata sobre a oportunidade dada pelo governo neste momento delicado. 

“Sou maquiadora desde 2010 e trabalhava em um local, mas com a pandemia fiquei desempregada e hoje, com esse auxílio do governo, posso ajudar novamente a minha mãe, em casa, na compra do meu material. Consegui me cadastrar no dia 28 de março e amanhã já receberei o meu benefício com a graça de Deus”, comentou Danielly Nunes. 
Para conferir se foi contemplado, basta acessar o site do Renda Pará e ir até uma agência do Banpará conforme o cronograma de pagamento. 

Documentação

O Banpará, responsável pelo repasse do auxílio aos beneficiários, só efetuará o pagamento mediante a apresentação dos seguintes documentos:  RG, CPF e Comprovante de Residência (originais e cópias), exigidos para todas as categorias. Os guias de turismo também precisam apresentar o Comprovante de Cadastro no Cadastur (originais e cópias) e os educadores físicos, o Diploma de Conclusão do Curso de Ensino Superior (originais e cópias).

Por Luana Taveira (SEPLAD)