Sedop avança com obras de modernização no Estádio Mangueirão

05/04/2021 17h22 - Atualizada em 05/04/2021 18h14

O Governo do Estado, através da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop), está avançando com as obras de reconstrução e modernização do Estádio Jornalista Edgar Proença, o Mangueirão, em Belém. Pouco mais de um mês após a assinatura da ordem de serviço, pelo Governador Helder Barbalho, que autorizou o início das obras, equipes já atuam em diversas frentes de trabalho no local. 

Atualmente, as equipes estão atuando na execução de serviços preliminares, como a desmontagem e remoção de equipamentos e mobiliários que não serão utilizados após a conclusão da obra. Além disso, também já foi iniciada a demolição das áreas que darão lugar ao novo setor de cadeiras e aos novos vestiários, além da demolição dos túneis. 

De acordo com o titular da Sedop, Ruy Cabral, estes são serviços preliminares, que darão início à obra de reconstrução do estádio. Além disso, o secretário também reforçou que a contratação de trabalhadores para a obra está sendo feita de maneira responsável, de acordo com a necessidade das empresas envolvidas na obra. 

“Estamos com o efetivo encaminhado, trabalhando com diversas frentes de serviços abertas. Vamos seguir trabalhando de maneira responsável para garantir o cumprimento do cronograma da obra, sempre pensando na segurança, no conforto e na acessibilidade do nosso maior patrimônio, que é o torcedor paraense. Este é o nosso objetivo.” - Ruy Cabral.

De acordo com o secretário adjunto de obras da Sedop, Arnaldo Dopazo, a secretaria também trabalha na conclusão de projetos executivos. “Paralelo aos serviços preliminares, já em execução no estádio, também estamos trabalhando no desenvolvimento dos projetos executivos de arquitetura, além da parte estrutural fundamental para a obra, como as instalações elétricas, sanitárias e de combate a incêndios”, declarou o secretário.  

MANGUEIRÃO - A obra de reconstrução do Estádio Mangueirão terá um investimento superior a R$ 146 milhões e garantirá a completa reestruturação do estádio, incluindo a renovação geral da pintura, reforma geral de banheiros e bares, substituição dos assentos das arquibancadas, substituição do gramado e piso da pista de atletismo, ampliação das áreas de circulação e adequação dos espaços atendendo as normas atuais da CBF e CONMEBOL. O Estádio também terá sua capacidade ampliada para 53.645 espectadores. A expectativa é que a obra seja concluída até o final de 2022. 

Por Matheus Rocha (SEDOP)