Construção da ponte sobre o rio Meruú avança para a cravação de estacas

Obra está prevista para ser entregue em dezembro deste ano

04/04/2021 09h08 - Atualizada em 04/04/2021 16h15
Por Kátia Aguiar (SETRAN)

A Secretaria de Estado de Transportes (Setran) concluirá, nos próximos dias, a etapa de cravação das estacas pré-moldadas de concreto, que serão utilizadas na fundação da estrutura da laje de aproximação da ponte sobre o rio Meruú, pelo lado do município de Igarapé-Miri, localizada na PA-151, na região do Baixo Tocantins.

Ao todo, a estrutura da ponte terá 30 estacas encamisadas, distribuídas da seguinte forma: em cada margem do rio, serão aplicadas 12 camisas (estacas) e sobre o rio mais seis camisas. Após a cravação da camisa, será efetuada a escavação e limpeza final para instalação das ferragens.

Segundo o secretário de Estado de Transportes (Setran),  Adler Silveira, a obra da ponte sobre o rio Meruú será entregue em dezembro deste ano, oferecendo maior segurança e agilidade no transbordo da produção paraense, que utiliza a PA-151, "solucionando um problema crônico de mais de 20 anos, desde a construção da rodovia, na questão da logística dos produtos do agronegócio do Baixo Tocantins, uma dívida com o povo daquela região, que é a maior produtora de açaí do Brasil", detalhou.

A obra da ponte sobre rio Meruú iniciou este ano e cem por cento das peças pré-moldadas necessárias para a obra estão prontas, que são elas: 56 vigas, 6.300 lajes pré-moldadas e 324 estacas para o encabeçamento da ponte.

Outra frente de trabalho na área do Meruú é a finalização da construção do desvio para operação de traslado de veículos e passageiros pelo lado de Mocajuba. 

Em finalização também está a execução da calçada de acesso à passarela do trapiche de embarque do açaí, e ainda na cravação das estacas para construção da passarela de acesso ao trapiche, atendendo a um pedido dos produtores de açaí, que fazem o escoamento do produto naquela região.

A ponte sobre o rio Meruú, que terá 560 metros de extensão, representa o incentivo à produção local, uma vez que a região do Baixo Tocantins é a maior produtora nacional de açaí. Ao todo, a PA-151 tem mais de 255 quilômetros de extensão.