Fundo Esperança já disponibilizou quase R$ 40 milhões para empreendedores

25/03/2021 14h47 - Atualizada em 25/03/2021 15h42

O Fundo Esperança liberou, nesta quinta-feira (25), o saque para pessoas físicas nascidas ou jurídicas constituídas em abril, cujas propostas foram aprovadas após análise. O Programa, gerenciado pelo Banco do Estado do Pará (Banpará) e Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme) já injetou quase R$ 40 milhões para mitigar os impactos econômicos gerados em função da pandemia de Covid-19.

“Todos nós estamos passando por momentos difíceis. Está piorando para todos”, lamenta Brenda Gomes, 29 anos, moradora do bairro do Guamá. Mãe de uma filha pequena e com o marido sem trabalhar de carteira assinada, ela se viu obrigada a entregar o ponto comercial alugado onde funcionava seu restaurante. “É para termos esperança. Foi muito bom. Consegui cerca de R$ 1.600 que vão ajudar a voltar com o meu ponto”, disse a beneficiada pelo Fundo, que desde que fechou continuou com a venda de quentinha apenas com entrega.

De acordo com o titular da Sedeme, Carlos Ledo, a renovação do Programa em 2021 foi providencial. “O Fundo Esperança é de fundamental importância para ajudar os empreendedores neste momento tão difícil de pandemia. Além disso, podemos ressaltar também que os inscritos podem ir as agências do Banpará para assinatura do contrato de crédito e posteriormente realizar o saque do valor disponível”, salientou o secretário.

Até esta quarta-feira (24), 10.607 pessoas físicas já haviam sido contempladas com o crédito. As pessoas jurídicas com propostas aprovadas foram 2.615. Somados são 13.312 cadastrados que tiveram acesso ao total de R$ 39.716.170,20 em recursos disponibilizados.

Para o presidente do Banpará, Braselino Assunção, o processo está transcorrendo conforme o planejado. “O Banpará realizou uma logística entre tecnologia, pessoal, atendimento, tendas e cadeiras para dar certo conforto para as pessoas, e que vem se mostrando realmente muito eficiente e eficaz. As agências estão funcionando em horários específicos. O banco abre às 8 horas da manhã e até às 9 horas atende o público de risco, de 9 às 14 horas atende o público em geral, inclusive os beneficiários dos programas sociais, e a partir de 14 horas até às 16 horas somente beneficiários do Renda Pará, do Fundo Esperança e do Bora Belém”, explicou o presidente.

Braselino informa que nos municípios, as prefeituras também estão utilizando os serviços bancários para pagamento de benefícios sociais. “Nesta semana ainda começará o pagamento de outros benefícios sociais que estão sendo anunciados pelo Governo do Estado do Pará. Outras prefeituras também estão buscando Banpará nos pagamentos dos seus programas sociais, como já está certo o da Prefeitura Municipal de Tucuruí, a Prefeitura Municipal de Curionópolis a Prefeitura Municipal de Vitória do Xingu que estamos em negociação e outras prefeituras que estão nos procurando”, adiantou.

Confira o calendário de pagamento do Fundo Esperança:



Por Dayane Baía (SECOM)